AO FUTURO PRESIDENTE

Por Humberto de Luna Freire Filho


IMAGEM redeivc.blogspot.com

Senhor Michel Temer, a Presidência da República está caindo no seu colo. Tenho certeza de que o senhor nunca imaginou que isso fosse possível, uma vez que há 13 anos o país está nas mãos de uma poderosa organização criminosa disposta a fazer “o diabo” para se perpetuar no poder. Quero acreditar que o seu partido, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro, não aderiu totalmente a esses marginais, mas o senhor viu uma grande oportunidade de manter a marca registrada de sua agremiação política, ou seja, o fisiologismo, aceitando compor a chapa na qualidade de vice presidente. Os “entretantos” para se chegar aos “finalmentes”, ficariam para conversas e conchavos posteriores a serem realizados, infelizmente, nos porões do Palácio do Planalto.

Agora senhor Temer, sua responsabilidade aumenta: existem 200 milhões de brasileiros olhando para o senhor, e não apenas aqueles que há décadas são gigolôs dos governos, seguindo à risca as lições do corrupto donatário da capitania hereditária do Maranhão. Vamos assumir a Presidência da República pensando e governando para o país, não para seu partido como fazem os marginais que estão no poder. Boa fé, discernimento, honestidade patriotismo e coragem são condições mínimas necessárias a um pretenso presidente.

Depois de 13 anos de má fé, indefinições, desonestidades, falta de patriotismo, acovardamentos e total bandidagem, o Brasil anseia por um  presidente diferente; um presidente de primeiro mundo. Não queremos mais uma réplica dessa anta, posta no governo pelo apedeuta de nove dedos. Uma despreparada que deveria ser processada por crime de lesa-pátria, por ter feito convocação através da imprensa internacional a dois organismos internacionais, a apresentarem moção contra o Brasil por  estar internamente sendo contrariada em seus interesses pessoais. Vale salientar que as organizações invocadas são meras porcarias de esquerda: Unasul e Mercosul. Diga-se de passagem, esses muquifos ideológicos precisam mais do Brasil do que o Brasil deles.

Humberto de Luna Freire Filho, médico

Facebookmail

15 ideias sobre “AO FUTURO PRESIDENTE

  1. O futuro presidente terá uma grande responsabilidade nas mãos. O Brasil, que não aguenta mais sofrer com esse desgoverno, espero muito do Temer.

  2. Mas será que isso é possível? Digo, não ter ligações escusas com os dois? Afinal, ambos são do mesmo partido. Seria uma temeridade, desculpe o trocadilho, rs.

    • Se realmente existirem boas intenções por parte dele ao assumir o poder, teria força política suficiente para formara uma frente contra os dois. Afinal Cunha responde a 6 processos na justiça e Calheiros a 10. Ele presidente, será homem de Estado e não de partido.

  3. Dr. não acredito, no primeiro momento, todos vão pintar com ares de bonzinhos o PMDB, nunca foi confiável e sempre esteve no meio das falcatruas, o Temer, tem o que temer, se não for liso vai ficar na mão do Sr. Juca, Cunha e Renan, e do PSDB, o partido do oportunismo, fora seu Paulinho da força ETC…., podem me chamar de pessimista, mas continuo batendo na mesma tecla, tem que sair todos e convocar novas eleições, e legitimar o governo.

  4. Temer conseguirá governar se, de fato, colocar o bem do Brasil em primeiro lugar. Esquivar-se do fisiologismo e tomar as medidas moralizantes a que se propõe imediatamente. Precisa contar também com o apoio do PSDB que até a pouco estava, como sempre, em cima do muro.

  5. O Sr. Temer tem a oportunidade única de prestar um excepcional serviço a seu país. Conta com a espera e apoio de um enorme contingente de conterrâneos. Todavia, começa a dar sinais de que sua cultura política de toma-lá dá-cá vai prevalecer pois é demasiadamente forte. A distribuição de cargos na Esplanada dos Ministérios evidencia a enraizada maldita cultura herdada. Infelizmente ele não dá mostras de ser o homem de caráter forte e coragem que o Brasil precisa.
    Aliás, não consigo enxerga-lo no horizonte político.

  6. O Sr. Temer tem a oportunidade única de prestar um excepcional serviço a seu país. Conta com a esperança e apoio de um enorme contingente de conterrâneos. Todavia, começa a dar sinais de que sua cultura política de “toma-lá dá-cá” vai prevalecer pois é demasiadamente forte. A distribuição de cargos na Esplanada dos Ministérios evidencia a enraizada maldita cultura herdada. Infelizmente ele não dá mostras de ser o homem de caráter forte e coragem que o Brasil precisa.
    Aliás, não consigo enxerga-lo no horizonte político.

  7. Com mais de uns 12 ou 13 ministérios o país é ingovernável.
    Aquela fileira de urubus pousados na cêrca são uma boa imagem.
    Não me parece que o Sr. Temer tenha “peito” para evitar a “partilha”.
    E mais, quem assinou manifesto criticando o processo da federal
    de Curitiba e foi descartado para a Justiça não pode assumir a Defesa
    ou qualquer outro cargo no NOVO MINISTÉRIO.
    Os ministros não precisam ser amigos, precisam ser sérios e competentes.

    • Realmente Mário, o cargo de ministro não existe para presentear os amigos do presidente, existem para servir ao Estado e deve ser condição primeira a meritocracia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *