AVISO AOS NAVEGANTES

Por Humberto de Luna Freire Filho
 Resultado de imagem para IMagem para calote
IMAGEM: Blog da Verdade 

Brasileiros, nunca comprem nada  do governo; ele recebe seu dinheiro mas não entrega a mercadoria. Veja mais um desrespeito ao cidadão que depois de pagar um valor de R$ 275,00 para adquirir ou renovar seu passaporte, recebe a notícia de que não poderá tê-lo por prazo indeterminado. E seus planos de viagem de negócios ou mesmo de um turismo merecido como ficam? Sabe-se que os milhões arrecadados com o recolhimento das taxas foram e são usados para outra finalidade.

Isso é um tremendo desrespeito para com o cidadão brasileiro, e a essa altura, por falarmos de passaporte, é valido alertar para uma outra falta de respeito, essa também contra  a Federação: a capa do nosso principal documento de identificação no exterior, não mais constar o símbolo da República e sim um excrescência representando um ideológico, inútil e desmoralizado Mercosul, onde até os Maduros da vida fazem e desfazem. Está na hora de eliminarmos o complexo de “vira latas”.

Humberto de Luna Freire Filho, médico

Facebookmail

6 ideias sobre “AVISO AOS NAVEGANTES

  1. Só o Brasil PTemer poderia oferecer espetáculo tão deprimente, mas não fica nisso : o comprometimento com o que não presta continua dominando. Alem de o passaporte brasileiro ser vergonhoso, pois nos confunde com essa caterva bolivarianista, uma dose maior de ignorância ainda colocou a estrela Intrometida a sudoeste do Cruzeiro do Sul, quando na verdade é a Sudeste. Nem os símbolos nacionais são notados e respeitados, talvez pela catarata cívica das FFAA !

  2. Estou em dúvida sobre em que confiar.
    Minhas opções:

    No Presidente da República do Brasil
    Em Ministros do STF, STE e assemelhados
    Em Políticos brasileiros em geral
    Numa puta
    Numa prostituta

    A disputa por minha confiança NÃO está acirrada.

    Abraços.

  3. Meu passaporte está vencido, não vou renova-lo pois não pretendo passar vergonha no exterior inclusive com o malfadado e errôneo símbolo do Mercosul no documento.

    Abraços,
    Antônio Carlos Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *