O TIRO SAIU PELA CULATRA

Por Humberto de Luna Freire Filho

A sign hangs from a branch of Banco Santander in London UK on Wednesday Feb 3 2010 Banco Santander announce FY earnings tomorrow Photographer Simon...
IMAGEM: Banco Santander – Fotografias e Imagens

Ontem colei um texto sobre a exposição de arte “Queer”, financiada pela Lei Rouanet e divulgada pelo Banco Santander e o movimento GLBT. Não tenho dúvidas de  que arte é, e sempre será, um tema polêmico e não é de agora, basta ver que na idade média muitos quadros foram queimados por conta dessas diferenças de opiniões. Se há uma exposição de arte, vai quem quer, lógico, o que não dá para aceitar  é que essa em questão tenha sido especificamente dirigida às crianças e que professores tenham levado seus alunos para vê-la.

 O Brasil é meca de gente hipócrita, basta ver o comportamento dessa gente podre que hoje ocupa as telas de TV em horário nobre. São ladrões que quando presos mostram-se “envergonhados” cobrindo as algemas, mas que não sentem a menor vergonha do roubo que cometeram. Não sou mais um hipócrita nem falso moralista na multidão, quis apenas expor meu ponto de vista e dizer que se a empresa Banco Santander quis agregar valor à sua marca, dessa vez errou fragorosamente e deve uma desculpa pública à sociedade brasileira. 

Humberto de Luna Freire Filho, médico  

Facebookmail

7 ideias sobre “O TIRO SAIU PELA CULATRA

  1. Esdrúxula, sórdida, repugnante, odiosa e mais um punhado de qualificativo é o que merece o Santander Cultural de Porto Alegre, mantido pelo Banco Santander, aquele que aparece diuturnamente nas televisões com o jargão – ” O que a gente pode fazer por você hoje?” Diríamos que, depois da Exposição Queer Museu, afrontando a família brasileira, a melhor coisa é o banco esquecer do Brasil. Somos um país de predominância Católica e não aceitamos esse tipo de “cultura” recheada de provocações.Não temos dúvidas em afirmar que 126,7 milhões de católicos ficaram indignados com todas aquelas obras assinadas por 85 renomados”artistas” conforme afirmou o Presidente da Instituição Galdêncio Fidélis Inaceitável aquela mala cheia de Hóstia com os dizeres “língua”, “vagina, “ânus” e mais, a figura de dois meninos com a legenda de crianças “trans”, “viadas” e “travestis”. Essas incitações ascorosas certamente para afrontar a nossa sociedade, nos encaminhou para um BOICOTE ao Santander. Já está no forno.

    • Leônidas, espero que a sociedade brasileira reaja a essa podridão. Não tenho conta nessa instituição bancário e se tivesse a fecharia e fazendo questão de explicar os motivos.

  2. Concordo inteiramente com você, Humberto. Eu vi algumas fotos dos quadros expostos nessa feira, e os achei horríveis. Mas concordo que pode ter gente que goste daquilo. Já fui diversas vezes ao MASP. Conheço diversos museus no exterior, como o Louvre, de Paris, e o Metropolitan, de Nova York. Só para ficar nos mais conhecidos. Eu admito que não gosto de pinturas modernas, sendo que para mim o impressionismo é o ponto alto da pintura. Também não ligo para esculturas. Mas entendo que possam existir pessoas que apreciem as obras que estavam expostas em Porto Alegre. Mas também acho que essa mostra não era indicada para crianças. Mesmo para adolescentes não era recomendada. Não assisti à manifestação do jornalista Ricardo Boechat a respeito das pessoas que execraram a tal mostra, denominando-as nazistas. Também acho que não cabe razão a ele também. Acho que a grande falha da organização dessa mostra, portanto, foi liberar a entrada de qualquer pessoa, independente da faixa etária.

    • Abel, essa mostra por foi criação da esquerda podre e do movimento GBLT e teve endereço certo as crianças, isso para dar sequência à ideologia do gênero. São uns crápulas.

  3. Concordo em gênero e número com o Leônidas, foi a maior pouca vergonha, depois um punhado de putas ficaram despidas e se masturbando na frente até de crianças. Este é o povo que vota no inominável como alguns o chamam, pois só o seu apelido político já dá nojo. Espero que o povo brasileiro saiba dar o merecido castigo para o tal banco e que as autoridades, que não sei onde estavam, identifiquem e prendam as tais vagabundas que envergonham as mulheres honestas, pois, mesmo as prostitutas tem que ter certos limites.

    • Antônio Carlos, acho que cada um(a) escolha sua opção sexual, dê o que quiser e a quem quiser, mas respeite a maior parte da sociedade que não concorda com suas ideologias. Não agridam as maiorias.

    • Antônio Carlos, acho que cada um(a) escolha sua opção sexual, dê o que quiser e a quem quiser, mas respeite a maior parte da sociedade que não concorda com suas ideologias. Não agridam as maiorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *