61.619 MORTOS, FRUTOS IDEOLÓGICOS DE UMA ESQUERDA CORRUPTA

Por Humberto de Luna Freire Filho

Resultado de imagem para imagens para um assalto
IMAGEM: Portal do Marcos Santos

“País tem recorde de morte violenta: 7 por hora”. Esta foi a manchete de primeira página do jornal, O Estado de São Paulo, hoje, 31 de outubro. O número de latrocínios cresce a cada dia e não poderia ser diferente em um país onde o cidadão de bem é desarmado por um Estado ideológico, corrupto de esquerda, que privilegia o crime e tira proveito financeiro disso.

A bandidagem continua mais armada do que a própria polícia. Há algum tempo, em quase todos os restaurantes e casas noturnas havia uma arma sob a responsabilidade de um gerente ou de qualquer outro funcionário do estabelecimento. Os marginais tinham conhecimento disso e pensavam duas vezes antes de fazerem a festa que hoje fazem, assaltando em mutirão.

No mínimo eles temiam um confronto. Hoje estão garantidos pelos direitos humanos, ninguém pode atirar em bandido,  são pobres “vítimas da sociedade”. Saiba que se você meter uma azeitona quente na testa de um assaltante que invadiu a sua casa você será preso e processado, e se o bandido estiver desarmado sua situação piora porque você não lhe deu a chance de legítima defesa.

Humberto de Luna Freire Filho, médico

Facebookmail

10 ideias sobre “61.619 MORTOS, FRUTOS IDEOLÓGICOS DE UMA ESQUERDA CORRUPTA

  1. Dr. Humberto,
    no meu bairro, em São Paulo, nós, os moradores, estamos nos equipando para nos protegermos.
    Só espero que não tenhamos que montar uma milícia, pois o bicho está pegando.
    Abraços.
    Thomaz

  2. A bandidagem está reinando. Nós os prisioneiros do século 21 com grades de ferro cadeados nas portas e janelas além das famosas cercas eletricas vivemos acuados, trabalhando pra pagar exorbitantes impostos para.sustentar essa corja federal, estadual e.municipal.Nojentos

  3. Humberto, já em 1994 eu escrevi um artigo para um jornal da cidade onde vivo, a respeito da necessidade de ser implantada no Brasil a pena de morte. Sempre achei e continuo achando que ela é uma ótima medida. O Brasil deveria adotá-la. Os que não querem vê-la adotada estão, na minha opinião, equivocados. São pessoas românticas, que vivem com os pés no Brasil e a cabeça na Dinamarca. E os esquerdopatas são assim. Eles vão viver e morrer pensando que um dia o socialismo finalmente será implantado no mundo, e então as pessoas passarão a ser boas, como num mundo ideal. Como o descrito por Jean Jacques Rousseau, que viveu no século XVIII. E você sabe que esquerdopatia praticamente não tem cura. Assim, penso eu, após o fim do regime militar, que foi a melhor época da minha vida, o pensamento de esquerda passou a mandar no Brasil, com o pensamento de “liberou geral”, com a edição de leis cada vez mais frouxas, que vieram a beneficiar a bandidagem. Eu só vou citar duas leis que foram fundamentais para nós chegarmos a mais de 60 mil homicídios por ano: A Lei de Execuções Penais, que escancara as portas das prisões para os bandidos, e o famigerado Estatuto da Criança e do Adolescente, que deu licença para matar para o “de menor”. Tenho certeza de que se o Brasil tivesse pena de morte, o número de homicídios no Brasil não passaria de 5 mil por ano. Bandido é bandido, mas ele não é bobo. Bobos são os esquerdopatas que ficam sonhando com um mundo que nunca irá existir.

    • Também acho que aqueles que são contra a pena de morte são românticos ou possam tem grades “culpas no cartório”. Matou para roubar, matou sem que seja em defesa própria ou da família…MORRE!!! Assim sem dúvidas, teríamos uma significativa redução dos casos de homicídios. O bandidão é condenado a 30 anos de prisão, no final cumpre apenas cinco anos e está livre para voltar a matar.

      • O que a esquerda melhor sabe fazer é mentir. E o pensamento de esquerda vem mentindo para os brasileiros desde 1985. Quando digo pensamento de esquerda, incluo aí o pessoal do PSDB também. Ele venderam a idea de que bastava redemocratizar o Brasil para o país ingressar no primeiro mundo. A Constituição de 1988, contendo uma centena de utopias irrealizáveis, dificultou a ação das polícias, consequentemente facilitou a vida dos bandidos. Digo isso por ter trabalhado 21 anos na área. O resultado aí está. E os esquerdopatas ainda dizem que as prisões precisam ressocializar os internos. Eles fingem não saber que os detentos já são ressocializados. No crime, campo de trabalho que fazem muito bem. Até porque o Brasil é o melhor país do mundo quando se trata de cometer crimes. Pode ir preso que logo vai sair. Para matar e roubar de novo…

          • Humberto, infelizmente, certas pessoas não merecem viver. Um louco como aquele que arremeteu uma camionete contra ciclistas em Nova York, por exemplo. Ou o tal de Champinha, que fez aquela atrocidade com o casal de adolescentes. Merecem viver escórias como essas?

          • Abel, no Brasil de hoje, com todas essas atrocidades e violências que revoltam qualquer cidadão, deveria vigorar o matou morreu. O monstro de NY vai ganhar uma cadeira elétrica ou vai apodrecer na cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *