ESTRATÉGIAS DE NOAM CHOMSKY, COINCIDÊNCIAS?

Por Humberto de Luna Freire Filho

Resultado de imagem para imagem para futebol
IMAGEM: Jornal da USP

Resultado de imagem para IMAGEM PARA CARNAVAL
IMAGEM: G1-Globo.com

Resultado de imagem para imagem para programa de auditório
IMAGEM: VIX

Avram Noam Chomsky é um filósofo, cientista e ativista político norte-americano que elaborou a lista das “10 estratégias de manipulação” através da mídia; três delas se enquadram de maneira surpreendente na atual estratégia desses 14 anos de governo corrupto, com apoio da principal e maior emissora do país, a rede Globo de Televisão. Sabe-se que a grande maioria da  população é alienada ou no mínimo acomodada, verdadeira  massa de manobra dos sujos políticos que atuam no país.

Das dez estratégias de manipulação midiática de Chomsky, escolhi três para sintetizar esse meu comentário.

1- A ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO. “O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração, que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir o público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais (citação do texto ‘Armas silenciosas para guerras tranquilas’)”.

Para isso temos futebol, carnaval, bundas de mulatas, novelas, além de pobres e ridículos programas de auditórios.

2- DIRIGIR-SE AO PÚBLICO COMO CRIANÇAS DE BAIXA IDADE.”A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse um menino de baixa idade ou um deficiente mental. Quanto mais se intente buscar enganar o espectador, mais se tende a adotar um tom infantilizante. Por quê? “Se você se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestão, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade”.

3 – A ESTRATÉGIA DO DEFERIDO. ” Outra maneira de se fazer aceitar uma decisão impopular é a de apresentá-la como sendo “dolorosa e necessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Em seguida, porque o público, a massa, tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isto dá mais tempo ao público para acostumar-se com a ideia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento”.

Para comprovar a terceira estratégia  temos a polêmica reforma da previdência (coisa para os futuros aposentados), os aumentos nas contas de gás ( só para o próximo ano devido a atual seca).

E é dessa maneira que essa corja dominante nos trata. Espero que em outubro tudo mude, mas para que isso aconteça temos de sempre lembrar que 2/3 do Senado é corrupto, que 3/4 da Câmara é igualmente corrupta, e que gira em trono do atual presidente uma leva de ministros igualmente corruptos. Não reeleja mais bandidos e se possível boicote essas emissoras que ajudam corruptos a governarem contra o povo em troca de benesses e de perdões fiscais. O Brasil merece coisas melhores.

Humberto de Luna Freire Filho, médico.

Facebookmail

8 ideias sobre “ESTRATÉGIAS DE NOAM CHOMSKY, COINCIDÊNCIAS?

  1. A grande pergunta que precisa ser respondida até 2018 é: EM QUEM VOTAR? Não me sinto verdadeiramente segura para votar em ninguém.. tenho muitas dúvidas sobre tudo e sobre todos, até por força do grande ceticismo que se abateu sobre mim. Preciso coordenar minhas idéias e direcionar minha consciência no sentido de que votar em branco ou nulo, seria o mesmo que votar no pior dos candidatos..Vivemos, é fato, um grande e inafastável dilema.. Até lá, rogo a Deus que me faça encontrar a melhor resposta para a pergunta acima formulada.

    • Sandra, realmente está difícil a decisão, até porque, liderança não se faz do dia para a noite, e o mais desanimador é que o Estadão de hoje, em primeira página,diz Luciano Huck tem 60% de aprovação. Vou me exilar na Bolívia.

  2. Meu caro medico Humberto, essas são as estratégias da esquerda para confundir e distrair os brasileiros dos verdadeiros e mais sérios problemas a debater e a debelar…mas um bando de ignorantes, em sua maioria o povo brasileiro deixa-se cair nessa esparrela de programas ridículos nada edificantes e de nível cultural duvidoso. Aqui baixa-se a qualidade dos programas em busca de IBOPE….mulheres seminuas povoam muitos programas medíocres de auditório e satisfazem a maioria e nos enrubesce de vergonha tal a baixaria. Surpreende a estrangeiros de 1 mundo embasbacados sem compreender o que queremos com isso, pois nada ensinam nem edificam. A qualidade de uma mulher não está na sua nudez, coisa aqui enaltecida como se isso valesse alguma coisa de construtivo reforçando a ditadura da beleza e da coisa objeto efêmero e passageiro. Eis os nossos valores discrepantes e entendiantes pois não saímos da mesmice de sempre…. A cada dia involuímos mais e mais com essa cultura de baixo nível e falsos valores………o Brasil pobre coitado ainda não cresceu tampouco sabe o que quer ser quando for grande………..!!!!!!!!!!

    • Lilian, os princípios de valores e a cultura de 90% do povo brasileiro são medievais. Se não investirmos pesado em educação e saúde seremos sempre uma rebubliqueta tupiniquim.

  3. Um finlandês casado com uma brasileira de ferias com a esposa no Brasil, riu muito ao assistir um programa na Rede Band chamado Pânico na Band, achou muito engraçado e não conseguia entender qual a importância de tantas mulheres seminuas se sacudindo em um palco, dadas pelo povo brasileiro, quando na terra dele o que menos importância tem é a aparência de uma mulher, lá elas valem pelo que tem na cabeça, inteligencia, disponibilidade para o trabalho, capacidade de produzir e de autossustentar-se. Concursos de misses achou algo vazio e ridículo, mulher tem coisas mais importantes a fazer do que disputar ser a mulher mais linda do planeta…..o que trás isso de contribuição???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *