VAMOS PASSEAR NA EUROPA? O BRASIL ESTÁ POLITICAMENTE FEDENDO!

Por Humberto de Luna Freire Filho

Dois partidos da Áustria, sendo um deles anti imigração, chegaram a um acordo, formando uma nova coalizão para governar a Áustria nos próximos cinco anos. A inovadora aliança política, que tomou posse em 18 de dezembro, está preparada para projetar a Áustria na vanguarda da resistência da Europa Ocidental à imigração em massa do mundo muçulmano.

O novo Chanceler chama-se Sebastian Kurz, tem 31 anos, e venceu as eleições gerais da Áustria em 15 de outubro, prometendo na  campanha eleitoral  por fim a imigração ilegal.  Kurz  governará junto a  Heinz-Christian Strache, líder do Partido da Liberdade. A população austríaca já tomou consciência da islamização desenfreada que vem ocorrendo em seu país.

Não só a Áustria, como qualquer outro país do mundo tem não só o direito mas a obrigação de defender sua cultura e religião, hoje ameaçadas por radicais muçulmanos. A Europa e por que não também o Brasil deve dar atenção às palavras pronunciadas pelo ex-ditador líbio  Muammar al-Gaddafi sobre o assunto – “Não precisamos dar tiros, não precisamos de guerra, vamos emigrar para a Europa; em 10 anos seremos 60% da população.

Não é mera especulação, é pura matemática. Enquanto os europeus reduziram sua taxa de natalidade para 1,2 crianças  por casal, os muçulmanos mantem uma taxa sempre crescente, hoje em torno de 7 filhos por casal. Além da Áustria, existe um  outro país que já se conscientizou desse problema,  esse na Escandinávia.

É a Suécia, lá a comunidade muçulmana tentou construir uma Mesquita, pretensão essa que foi negada pelo primeiro ministro. Mas sem antes deixar uma porta aberta para futuras negociações. Ficou claro para o representante muçulmano que a construção poderia ser realizada, inclusive com terreno doado pelo governo sueco, desde que os cristãos residentes no oriente médio tivesse permissão para lá também construírem uma igreja católica.

Resultado de imagem para imagem para costumes muçulmanos
IMAGEM: Boatos.org

PS – Por favor, não me venham com acusação de racismo.

AINDA SOU MAIS BRASIL
Resultado de imagem para imagens para copacabana
IMAGEM: copacabana-beach-girls.jpg

Humberto de Luna Freire Filho, médico

Facebookmail

8 ideias sobre “VAMOS PASSEAR NA EUROPA? O BRASIL ESTÁ POLITICAMENTE FEDENDO!

  1. Conterrâneo, por que as pessoas têm tanto medo da opinião alheia? Por que você tem medo de ser rotulado de racista? Olhando as duas fotos acima, qualquer pessoa normal vai apreciar mais as garotas na praia de Copacabana do que as fantasmagóricas figuras vestidas de preto num estilo medieval. Então por que o PS “não me julguem de racista?”. Ora, se você apreciou mais a foto de baixo do que a de cima, você demonstra ser uma pessoa de bom gosto. Agora se você aprecia mais os fantasmas da foto de cima, eu diria que você além de não ter bom gosto deve estar sofrendo das faculdades mentais. Você escreveu um bom artigo sobre a invasão dos países europeus pelos bárbaros muçulmanos, ilustrou-o com duas fotos mostrando a diferença entre a barbárie e a civilização, e ainda fica preocupado que alguém lhe rotule de racista? Se eu estivesse em seu lugar eu estaria querendo mais que os rotuladores se explodissem junto com suas opiniões idiotas a meu respeito. Afinal, quem dá duro para pagar minhas contas sou eu, portanto, tenho direito a minhas opiniões seja lá sobre o que for, inclusive sobre seres humanos. Se alguém me pergunta se eu gosto de negros, eu respondo sem titubear: se forem negros educados, corretos, honestos, trabalhadores, eu gosto sim. Mas se forem negros mal educados, incorretos, desonestos e preguiçosos, eu vou chamar a polícia porque para mim são marginais. E isto vale para qualquer raça. E pelo que eu conheço dos muçulmanos em geral são iguais animais que vivem ainda na idade da pedra lascada querendo mandar no mundo depois de matarem, por ordem de um deus escroto inventado por um pedófilo assassino e sanguinário a que deu o nome de Alah. Que se explodam esses desgraçados junto com seu fanatismo primitivo!

    • Meu caro amigo e conterrâneo Otacílio, adorei seu inteligente comentário, enriqueceu meu despretensioso bloguinho. Mesmo vivendo na longínqua Austrália, sei que você está sempre em dia com a podridão que infelizmente acontece há 14 anos no nosso Brasil, portanto você sabe do que é capaz essa quadrilha de direitos humanos que atua aqui, financiada com os nossos suados impostos por esses governos corruptos. Conforme você falou, eu trabalho, produzo, pagos meus impostos e devo exercer meu direito de livre pesamento e expressão e os contrários que se “explodam”. Não tem muito tempo que recebi algumas críticas de minorias que querem estabelece normas de conduta para as maiorias, respondi à altura. Hoje escrevo o que sinto, o que a minha consciência manda e tudo que a condição de cidadão brasileiro, sem medo de corruptos, me dá direito. Estou “cantando” e andando para as críticas de amestrados. EM TEMPO: ainda não perdi a esperança de conhecer a “sua” Austrália.

    • Calma”tacilio”, vc não é o dono da bola muito menos da verdade….educação cabe em qualquer lugar ainda mais na Austrália……… será que o 1º mundo não lhe deu paciência e consideração com teus irmãos brasileiros? Ou não te consideras mais como tal??

  2. Nem 8 nem oitenta. A invasão muçulmana no mundo a meu ver está preocupante…e eles se reproduzem como coelhos….Radicalismo nunca foi uma boa medida, mas se condenam o modo de vida no Ocidente não é uma boa medida nem causa recebe-los sem medidas de prevenção….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *