A MÁSCARA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA CAIU

Por Humberto de Luna Freire Filho   *deputado não reeleito é deputado preso*

componentes2
IMAGEM: www.mercadopopular.org

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s anunciou o rebaixamento da nota de crédito do Brasil de BB para BB- e com isso tira definitivamente a máscara do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e por conseguinte da manipulada política econômica do Planalto. Espero que a reengenharia do governo não ofereça o B do nome do país para reforçar a nota de crédito.

Economia em crescimento, inflação em baixa, estabilidade política, onde? Sobre o rebaixamento, li a opinião de 4 economistas e 3 deles concordam com o rebaixamento, e justificam esse procedimento; apenas um, professor da UNB como não poderia deixar de ser, acha curioso isso acontecer. A nível político, iniciou-se uma briga de cachorro louco entre o Executivo e o Legislativo.

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos.

Facebookmail

10 ideias sobre “A MÁSCARA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA CAIU

  1. Prezado dr Humberto, acabei de fazer uma carta e enviar aos jornais para ver se publicarão (dificilmente), até parece que eu já conhecia o seu texto… veja abaixo:
    FALTA DE GOVERNO:
    É uma grande desilusão viver atualmente neste país sem governo! A maioria absoluta dos atuais políticos dizem que vivíamos uma ditadura no tempo do governo militar. Eu discordo e pergunto respondendo essa afirmação: no tempo maravilhoso do governo militar os brasileiros tinham segurança, atendimento à saúde, melhor educação, respeito aos professores, progresso no país (o maior de toda a sua história republicana), empregos a vontade. É só consultar os jornais daquela época, não havia os assaltos e ladroagem que vivemos atualmente. E agora, está melhor ou pior? A real ditadura nós vivemos no momento com proteção aos bandidos, as quadrilhas de todos os tamanhos. Só no ano passado roubaram mais de 10 mil caminhões de carga. Hoje a TV Globo colocou um roubo a caminhão de carga ao vivo, é só conferir! A falta de governo, de confiança e de esperança destrói o Brasil. Vamos trilhar pelo caminho da honra e da verdade.

  2. “A diretora da S&P fez elogios rasgados ao Banco Central e sua política monetária que resultou em uma inflação, pela primeira vez, abaixo do piso da meta, de 3%. “Um dos pontos de credibilidade é a política monetária”, disse Lisa, destacando como um dos principais pontos positivos da análise feita pela agência.

    A executiva demonstrou preocupação com os escândalos de corrupção envolvendo integrantes do Congresso e do governo e reforçou os motivos apontados na nota para o rebaixamento foi justamente o ritmo “mais lento do que o esperado” na agenda de reformas para recuperar o equilíbrio fiscal do país.

    A S&P foi a primeira agência a conceder o grau de investimento para o Brasil, em 2007, e, em 2015, também foi a primeira a retirar a mesma nota. O país perdeu o selo de bom pagador em setembro de 2015 e foi rebaixado pela segunda vez pela agência no início de 2016. As notas das demais agências norte-americanas, Moody´s e Fitch Ratings, estão a dois degraus abaixo do grau de investimento e a expectativa é que elas façam o mesmo que a S&P.” (Correio Braziliense) BSB – O assunto é complexo para qualquer leigo em economia e este é o 3º rebaixamento recebido pelo Brasil. Nao se até que ponto a corrupção endêmica no País teria sua participação nesta triste noticia e idem se as Reformas que o Brasil não fez, teria efeito direto sobre o fato. Acho que sim.Na verdade, os governos de forma geral parece-me que mascaram essas informações.Evidente que baixa inflação, melhorias na economia ainda que tímidas brasileira não resolveram a credibilidade de sermos bons pagadores….

  3. A inflação divulgada pelo governo foi a maior jogada do ano, não torço contra, mas querer me convencer que a inflação ficou abaixo de 3% foi demais, com isso a correção do salario mínimo foi de 1,8% e as aposentadorias de 2,07%, uma economia brutal para o governo, desde que me conheço por gente é a primeira vez que vejo, agua, luz, combustíveis, gás, plano de saúde, escola, etc.., subirem e não ter inflação, os mágicos do governo conseguiram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *