NA REPUBLIQUETA TUPINIQUIM, LADRÃO É PRESO POLÍTICO

Por Humberto de Luna Freire Filho   *1/3 dos senadores se não reeleitos irão para a cadeia

 DEPUTADO PAULO PIMENTA DESAFIA JUÍZA    


IMAGEM: NBO – Noticias Brasil Online


A juíza da Vara de Execuções Penais Carolina Moura Lebbos foi desafiada pelo líder do PT na Câmara, o deputado Paulo Pimenta. Quem é essa besta para desafiar a justiça avisando que amanhã, terça-feira, fará uma visita ao jerico de Garanhuns na sede da Policia Federal? O que ele pensa ser? Não vai fazer visita nenhuma. Luiz Inácio da Silva, vulgo Lula, é um preso comum, igual a quaisquer outros milhares que hoje cumprem pena no país e estão sujeitos aos regulamentos do cárcere.

O Jerico não é preso político para que seja permitido receber visitas de comissões  ou  até presidentes de outros países. O Jerico é um preso comum, um mero ladrão dos nossos cofres públicos, um crápula que em um mundo tão grande, infelizmente, foi parido no Brasil. Será que a nossa imprensa não poderia dar uma mãozinha no sentido de explicar ou em último caso desenhar para a quadrilha petista o que significa ser um preso político ou um simples ladrão dos cofres públicos?

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos.

Facebookmail

14 ideias sobre “NA REPUBLIQUETA TUPINIQUIM, LADRÃO É PRESO POLÍTICO

  1. É inacreditável a arrogância dos políticos do PT querendo estar acima da justiça e das leis, acham-se donos do pedaço e tem a caretice de arrotar grandeza onde só se vê baixaria e prepotência. Claro que ele vai dar com o nariz na porta, mas sei porque fazem isso, por causa do maldito foro privilegiado sabem que não serão presos e tb porque a Suprema Côrte brasileira – o STF – já foi batizada como os patronos da corrupção…deu pra perceber que a maioria dos parlamentares petistas agem como se fossem reis, rainhas seres talvez extraterrestres e para os quais o cidadão comum e a justiça tenham que bater continência e acatar-lhes as ordens por mais absurdas sejam…patéticos, caras de pau, senvergonhas, abusados e desrespeitosos característica dos petistas e caterva!

  2. Humberto, às vezes fico pensando na razão de termos sido castigados pelo destino, que nos armou essa cilada representada por treze anos de infortúnio petista. Será que merecíamos ter sido governados por gente tão desqualificada? O PT, que venceu quatro eleições presidenciais seguidas, que tem na mentira e na subtração de dinheiro público as suas marcas principais, foi apenas uma peça do destino? Foi apenas um grande azar? Humberto, gostaria de fazer duas colocações a respeito desse tema. A primeira, a falta de conscientização política da grande maioria dos brasileiros. Findo o regime militar, essa maioria simplesmente ficou alheia aos destinos do Brasil. Sobrou para quem? A sempre atuante esquerda, mesmo sendo minoria entre os brasileiros. Sobrou também para os aproveitadores profissionais, tipo Quércia, Maluf, Sarney, Renan. Gente que não é de esquerda, nem de direita. Gente que ingressou na política atrás de poder ou de dinheiro. Muitos foram atrás de ambos. Como consequência da minha primeira colocação, veio a segunda colocação: a baixíssima representatividade dos partidos políticos que se formaram a partir do final do regime militar. Surge o PT no início dos anos oitenta, que irá agregar os insatisfeitos com os rumos tomados pelo país a partir de 1964, muitos dos quais pegaram em armas, na luta armada contra o regime militar. Já existia a Arena, o braço político do regime militar. E havia o MDB, que sempre foi a oposição moderada ao mesmo regime militar. No final dos anos oitenta surge a dissidência do MDB, que viria a se tornar o PSDB. Depois surgem inúmeros pequenos partidos sem grande importância eleitoral. E esses milhões de brasileiros acabaram, por falta de opções, caindo no canto da sereia petista. Hoje, com o fenômeno das redes sociais, milhões de brasileiros que não se interessavam por política, despertaram para a realidade do Brasil. Perceberam que não dava mais para aguentar tanta roubalheira do dinheiro público. Mas percebem, desapontados, que não se sentem representados politicamente. Portanto, esses brasileiros que se insurgiram contra a roubalheira do dinheiro público hoje, não se sentem representados por PT, PSDB, MDB, DEM, PDT, Rede e outros partidos existentes. Penso que essa multidão sem representação no mundo político exigirá mudanças no quadro partidário, com a fundação de novos partidos, ou mesmo a refundação dos atuais, para acolher os anseios desses brasileiros que acordaram para a crua realidade do Brasil. Acho que os brasileiros finalmente estão entendendo que se os bons não se interessarem por política, essa atividade fundamental na vida de um país, ela ficará nas mãos dos maus. E nós já sabemos o que acontece quando um país é governado pelos maus políticos. Por políticos desonestos.

    • Abel eu até que entendo e admiro um idealista, mas esses bandidos que você citou, Quércia, Maluf, Sarney, Renan, não passam da escória do pós revolução, de idealistas não tem nada, são simples ladrões que tomaram conta da política e não permitira e ainda não permitem que um cidadão de bem se sinta estimulado a disputar um cargo eletivo. E para complicar ainda mais temos um eleitorado composto por 60% de analfabetos e semianalfabetos que trocam o voto por sandálias havaianas.

      • Humberto, eu não disse que Quércia, Sarney, Renan eram idealistas. Pelo contrário, disse que eram e são aproveitadores profissionais. Gente da pior espécie, escória, como você mesmo disse.

        • Abel, entendi sua posição, você não os acha idealistas. Realmente eles são bandidos, eu apenas citei que admiro um Carlos Prestes apesar de não compartilhar com suas ideias. Esse sim um idealista, não um bandido defendendo interesses pessoais.

  3. Ser ladrão dos cofres públicos é o máximo de importância para esses tipos de petralhas. São inimigos e traidores da pátria vestidos de papai Noel para enganar os pobres e fazer as suas riquezas a custa do povo.

    • Benone, é uma pena o Brasil não ser um país sério. Esses crápulas já teriam sidos fuzilados ou podreceriam na cadeia e com os custos repassados para as suas respectivas famílias e nunca para o contribuinte.

  4. Esse embate eu quero assistir!
    e o desfecho que me agradaria muito seria ver o imbecil arrogante,
    ser preso em flagrante
    por desrespeito à uma ordem judicial!

  5. O que mais tem me incomodado nestes últimos tempos são as respostas de alguns investigados, delatados, condenados quando procurados a darem explicações sobre os crimes que lhe são imputados. Se tivessem um minimo de compromisso com a sociedade admitiram seus erros e pediriam perdão ao povo. O simples negar por negar de forma orquestrada, como a maioria esmagadora tem feito apenas se presta a reforçar a pouca importância que dão ao eleitor ou a certeza de que mais cedo ou mais irão conseguir ludibriá-lo novamente e assim voltar ao cenário politico ou nele permanecer se dele não tiverem saído.É de revirar o estômago vermos e ouvirmos tanta desculpa “esfarrapada” como se diz aqui no Nordeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *