UM CIDADÃO “ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA” E SEUS DIREITOS POLÍTICOS

Por Humberto de Luna Freire Filho   *1/3 dos senadores se não reeleitos irão para a cadeia*

SEDE DO PARTIDO DOS TRABALHADORES E SEU FUTURO CANDIDATO
Resultado de imagem para imagem de presidiário
IMAGEM: YouTube

O Partido dos Trabalhadores tentou no último fim de semana lançar a candidatura do jerico de Garanhuns à presidência da República. Não é piada, acreditem!!!. Na sequência, o partido vai solicitar na justiça autorização para que o candidato possa gravar mensagens políticas “enquanto” estiver preso. A cara de pau, atual presidente da legenda, que se faz de desentendida, disse que o condenado a doze anos de cadeia é um cidadão e pode se manifestar politicamente.

Eu não consigo entender porque esse individuo, um corrupto, chefe de quadrilha, ainda permanece nas dependência da Policia Federal de Curitiba,  quando já deveria estar no Complexo Médico Penal de Pinhais ou no Presídio da Papuda. Acredito que a Justiça não concederá a autorização solicitada por esse crápula, caso contrário Marcola e Fernandinho Beira Mar terão também todo o direito de manter contatos com seus subordinados traficantes de drogas e de armas. Por que não?

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos.

Facebookmail

10 ideias sobre “UM CIDADÃO “ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA” E SEUS DIREITOS POLÍTICOS

    • Realmente Edivelton, esse é o país da impunidade para políticos e seus asseclas. Se ela tivesse roubado uma lata de leite estaria presa.

  1. //// Olá… Compartilhando para apreciação e reflexão!
    O Le Monde Diplomatique esmiúça a crise no Brasil”.
    É bom refletir…
    De fato, trata-se de uma sofisticada análise das forças que governam a política do país e que bem poderia ter por título “O poder invisível e seu exercício”. Eis, em 13 itens, essa precisa anatomia:
    1 – O foco do poder não está na política, mas na economia. Quem comanda a sociedade é o complexo financeiro-empresarial com dimensões globais e conformações específicas locais.
    2 – Os donos do poder não são os políticos. Estes são apenas instrumentos dos verdadeiros donos do poder.
    3 – O verdadeiro exercício do poder é invisível. O que vemos, na verdade, é a construção planejada de uma narrativa fantasiosa com aparência de realidade para criar a sensação de participação consciente e cidadã dos que se informam pelos meios de comunicação tradicionais.
    4 – Os grandes meios de comunicação não se constituem mais em órgãos de “imprensa”, ou seja, instituições autônomas, cujo objeto é a notícia, e que podem ser independentes ou, eventualmente, compradas ou cooptadas por interesses. Eles são, atualmente, grandes conglomerados econômicos que também compõem o complexo financeiro-empresarial que comanda o poder invisível. Portanto, participam do exercício invisível do poder utilizando seus recursos de formação de consciência e opinião.
    5 – Os donos do poder não apoiam partidos ou políticos específicos. Sua tática é apoiar quem lhes convém e destruir quem lhes estorva. Isso muda de acordo com a conjuntura. O exercício real do poder não tem partido e sua única ideologia é a supremacia do mercado e do lucro.
    6 – O complexo financeiro-empresarial global pode apostar ora em Lula, ora em um político do PSDB, ora em Temer, ora em um aventureiro qualquer da política. E pode destruir qualquer um desses de acordo com sua conveniência.
    7 – Por isso, o exercício do poder no campo subjetivo, responsabilidade da mídia corporativa, em um momento demoniza Lula, em outro Dilma, e logo depois Cunha, Temer, Aécio, etc. Tudo faz parte de um grande jogo estratégico com cuidadosas análises das condições objetivas e subjetivas da conjuntura.
    8 – O complexo financeiro-empresarial não tem opção partidária, não veste nenhuma camisa na política, nem defende pessoas. Sua intenção é tornar as leis e a administração do país totalmente favoráveis para suas metas de maximização dos lucros.
    9 – Assim, os donos do poder não querem um governo ou outro à toa: eles querem, na conjuntura atual, a reforma na previdência, o fim das leis trabalhistas, a manutenção do congelamento do orçamento primário, os cortes de gastos sociais para o serviço da dívida, as privatizações e o alívio dos tributos para os mais ricos.
    10 – Se a conjuntura indicar que Temer não é o melhor para isso, não hesitarão em rifá-lo. A única coisa que não querem é que o povo brasileiro decida sobre o destino de seu país.
    11 – Portanto, cada notícia é um lance no jogo. Cada escândalo é um movimento tático. Analisar a conjuntura não é ler notícia. É especular sobre a estratégia que justifica cada movimento tático do complexo financeiro-empresarial (do qual a mídia faz parte), para poder reagir também de maneira estratégica.
    12 – A queda de Temer pode ser uma coisa boa. Mas é um movimento tático em uma estratégia mais ampla de quem comanda o poder. O que realmente importa é o que virá depois.
    13 – Lembremo-nos: eles são mais espertos. Por isso estão no poder.”
    (Le Monde – Diplomatique)!
    * * * Abraços!!!

  2. Caro Humberto, como ja te disse, este é o Brasil da pida pronta. Fiquei horrorizada com este pedido desse vagabundo cara de pau, ordinário ladrão de 5 categoria. Muito mais preocupada estou ao saber que este bandido vá poder fazer propaganda politica da cadeia!! Virgem Nossa Senhora…!!!!!! Onde vamos parar com um absurdo desses? A que ponto chegam esses imbecis advogados de Lula não tem senso do ridículo?? Imaginam ser Lula um deus pavão, um ungido por Deus incapaz de receber algum tipo de cerceamento? Então por que está na cadeia?? Estão passando dos limites da idiotice e da caretice e da senvergonhice, pois estão submetendo a Justiça aos seus desmandos e à pseudo regalias nunca existentes nesta Republica das Bananas e de idiotas…perfeitos. Isso no minimo é ridículo e pitoresco, além de insano…estapafúrdio e de privilégios incabíveis para um ser humano normal mas, destituído de inteligencia…e com uma diarreia mental cronica…

    • Sergio, ainda está faltando alguém com coragem para fazer com que se cumpram as leis vigentes. Até agora, com relação ao jerico de Garanhuns, eu tenho visto dois peses e duas medidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *