OS EUA FAZEM CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS, NÓS FAZEMOS SURUBAS POLÍTICAS

Por Humberto de Luna Freire Filho   *1/3 dos senadores se não reeleitos irão para a cadeia*

ESSE  CHEFIOU A ÚLTIMA SURUBA POLÍTICA OCORRIDA ONTEM
Resultado de imagem para imagem para geraldo alckmin
IMAGEM: Debate Progressista

O CORRUPTO QUE SE  ACHA O  DONO DO AEROPORTO DE CONGONHASResultado de imagem para imagem para valdemar costa neto
IMAGEM: WordPress.com

Estamos a 77 dias da eleição que deverá escolher o próximo presidente da República e ainda não temos um quadro definido. Vimos até agora apenas bandos de corruptos reunidos e leiloando os bens públicos. Os EUA fazem a cada 4 anos sua convenção partidária com dois partidos sérios; aqui temos 34 facções fazendo uma verdadeira suruba política. Na última delas que tive notícia, com a presença do ex- governador de São Paulo fazendo conchavos com o corrupto Valdemar da Costa Neto.

Em caso de eleição de Geraldo Alckmin, no mínimo, o crápula Costa Neto  ex-presidiário do mensalão, deverá receber de presente o ministério dos Transportes, já que atualmente é o manda chuva da Infraero e “dono” do aeroporto de Congonhas. Aeroporto de maior movimento e consequentemente  de maior arrecadação do país. Que vergonha Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho, isso não é fazer política, isso é prostituição.

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

10 ideias sobre “OS EUA FAZEM CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS, NÓS FAZEMOS SURUBAS POLÍTICAS

  1. O geraldo (minúsculas nele) deixou cair a máscara de certinho que usou por muito tempo! No meio político com raríssimas exceções, e põe raríssimas nisso, só dá canalhas! Pessoas de bem não conseguem respirar o ar putrefato do senado ou câmaras de deputados e vereadores!
    Humberto, não temos medo de corruptos… temos nojo, asco e raiva!

  2. Concordo, Humberto. Sua análise é perfeita. Mas a verdade é que Alckmin não tinha outra alternativa, se quisesse continuar a ter chances mínimas de presidir o Brasil no ano que vem. Com essa aliança, ganhando o apoio do chamado Centrão, ele garante um pouco mais de quatro minutos em cada bloco de horário gratuito de campanha eleitoral. Para ele, que está na rabeira das pesquisas, não é pouco. Como ele irá fazer para administrar o tal Centrão, caso eleito, só o tempo dirá. Que esse Centrão é uma das razões do atraso do Brasil, não há dúvida. A velha política do é dando que se recebe. Do toma-lá-dá-cá. O caminho trilhado por Bolsonaro é o mais ético, sem dúvida. Por isso, e por ser ele o candidato mais disposto a colocar um fim na corrupção desenfreada que tomou conta do país, além de ser o que melhor entende o problema da violência no Brasil, ele terá o meu voto. Jair Bolsonaro, ao contrário dos demais candidatos, que têm uma visão romantizada do criminoso, para os quais o bandido é uma vítima de um sistema perverso, capitalista, insensível, Jair sabe que o bandido não é vítima coisa nenhuma, e sim um sujeito que optou pelo crime por não gostar de trabalhar. Por não querer trabalhar trinta dias para obter seu sustento. O bandido, na visão de Jair e na minha também, precisa ser tratado com dureza, o contrário do que ocorre hoje. Nossas leis penais pífias são o motor da criminalidade. Acho que só Jair percebeu isso. Hoje li no Estadão que o Ministro da Defesa Raul Jungman criticou o alto encarceramento de presos no Brasil. Esse bobão, vou chamá-lo assim, por que não entende nada de segurança pública, não consegue perceber que bandido preso representa segurança para a sociedade. Não entende também que se tivéssemos leis penais realmente duras, os bandidos pensariam duas vezes antes de cometer crimes. Ele não entende que se tivéssemos pena de prisão perpétua, por exemplo, a Suzana Richtofen iria pensar duas vezes antes de matar os pais covardemente.

    • Abel, realmente eu não sou contra alianças, mas o que existe no Brasil é uma verdadeira cachorrada (que me desculpem os cães). Hoje, 24 horas após o “acordo”, os jornais publicam que o corrupto Paulinho da força já tende a apoiar Ciro Gomes porque Alckmin não quer rever a questão do imposto sindical. É OU NÃO É UMA VERDADEIRA CACHORRADA? O que o eleitorado pode esperar desses crápulas?

  3. Caro Humberto, a verdade e que precisamos de uma faxina geral e parar com os conchavos a que tão acostumados estão os nossos politicos, não ha justificativa para que continuem com esta bandalheira e nao perdoo ninguem. Estamos no fundo do poço enquanto nao melhorarmos a categoria dos nossos desmoralizados politicos. Teremos uma eleição muito complicada, o povo quer em sua grande maioiria votar nulo!!!…. por falta de candidatos honestos e criveis. e aí reside o perigo de ajudarmos os de esquerda a vencer as eleições; Só em pensar em candidatos como Boulos, Manuela D’Avila, Ciro Gomes me arrepio, pois temos que as urnas sejam fraudadas novamente para pôr os esquerdistas novamente no Poder. Nem falo dos parlamentares que planejam serem reeleitos como Gleisi Hoffmann e Lindeberg Farias…entre outros fanáticos que merecem a lata de lixo…Isso se a Nação Brasileira nao for apunhalada pelas costas com a liberação do Lula poder ser candidato pelo Judiciario ..hoje composta de politicos transvestidos de Ministros..kkkk

    • Tiririca disputará reeleição, diz jornal nosso circo está armado olhe só!!!!!!!!!!!! Largar o osso depois de ganhar tanto dinheiro sem fazer nada…não ha o que pensar!!

    • Lilian não acredito muito nessas eleições com o nível de eleitorado que temos, mas o meu maior ceticismo reside nas unas eletrônicas, uma excrescência que jamais foi ou será utilizada pelos países sérios. Os computadores da NASA, da CIA, do FBI já foram invadidos, por que não seriam essas porcarias eletrônicas que temos aqui?

  4. Caro conterrâneo, o Brasil está no mato sem cachorro e num beco sem saída, esta a verdade. Se ficar o bicho come e se correr o bicho pega. Discordo do Abel quanto ao Bolsonaro, pois se trata de uma pessoa despreparada intelectualmente para assumir a presidência em uma circunstância em que o país precisa de um verdadeiro estadista. Reconheço, entretanto, que é o menos ruim de todos. Caso vença, o que é possível, não terá apoio suficiente para fazer as reformas que o país precisa, começando com uma nova constituição que elimine o atual sistema (mecanismo, segundo José Padilha na série do mesmo nome no Netflix) e estabeleça em seu lugar um verdadeiro sistema político democrático. O novo sistema, sob a égide da nova constituição, deve dissolver o congresso nacional bem como o poder judiciário, marcando novas eleições para o congresso para daqui a dois anos proibindo os atuais parlamentares com processos em curso de concorrer e criando uma nova corte suprema de justiça em substituição aos diversos tribunais superiores hoje existentes, todos aparelhados pelo PT. Bolsonaro não tem condições intelectuais e nem terá apoio político para fazer tudo isto pois trata-se de uma tarefa gigantesca a ser levada a cabo mediante um regime provisório de exceção com apoio das forças armadas. Com este sistema apodrecido que ai está, nada poderá ser feito. Esta é a realidade da qual ninguém poderá fugir. É mato sem cachorro e beco sem saída. Quero crer que o novo presidente, seja quem for, assumirá – se assumir – no bojo de uma crise política monumental ancorada numa crise econômica sem precedentes, cujas consequências poderão ser uma convulsão social que poderá descambar numa guerra civil. Não vejo os homens de bem do país irmanados numa aliança para salvar a nação. O que vejo são os quadrilheiros de sempre, este sim, irmanados em suas diversas organizações partidárias dispostos como nunca a continuar o saque da nação e a escravização do povo. Nesse grupo numeroso de candidatos à presidência tem de tudo para todos os gostos, desde o louco (Ciro Gomes), ao ingênuo (Álvaro Dias), a comunista sem nenhum preparo (Manuela D’Ávila), a oportunista (Marina Silva) e ao picolé de chuchu que não cheira nem fede e pertence a uma agremiação política tão ruim ou pior que o PT (Geraldo Alckmin) e como este igualmente enrolado em falcatruas descobertas pela Operação Lava Jato. É bom que os brasileiros se preparem para os dias sombrios que estão pela frente.

    • Conterrâneo, também acredito em um futuro não muito tranquilo. Temos uma leva de candidatos e não temos nenhum. Só nos resta escolher o menos ruim, mesmo que a essa altura seja um tiro no escuro. DEUS SALVE O BRASIL!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *