MAIS UMA IMORALIDADE DA REVISTA VEJA

Por Humberto de Luna Freire Filho   *1/3 dos senadores se não reeleitos irão para a cadeia*.

Resultado de imagem para CAPA DA REVISTA vEJA - EDIÇÃO ESPECIAL50 ANOS
IMAGEM: Veja

A revista Veja em sua edição especial de 50 anos escreve na capa o seguinte: “VEJA nasceu na ditadura, floresceu na democracia – e chega a cinco décadas de vida pronta para continuar a zelar pelo regime das liberdades”. Verdade?

De pronto, após a curta leitura da capa me veio a ideia de fazer três perguntas  aos editores e aos leitores A primeira: se eles, editores, ou algum leitor conhece ou já ouviu falar de alguma ditadura que permitiu ou permite a criação de uma revista independente, ou de uma emissora também  independente como foi o caso da TV Globo. Vou ficar atento e se souber de que em Cuba vai ser criada uma revista independente pagarei a passagem e estada para um repórter da editora Abril fazer a cobertura do evento.

Só para lembrar aos mais novos, ambos os veículos de comunicação nasceram durante o regime que hoje classificam de ditadura. Na sequência, segue a minha segunda pergunta: a Veja tinha ou não tinha na época independência para emitir suas posições? Se tinha essa independência não existia ditadura, e se não tinha, que tipo de conchavo foi feito com os ditadores? Finalmente minha terceira pergunta: Roberto Civita e Roberto Marinho apoiavam ditadores? Vamos deixar de ser hipócritas e parar de chamar o leitor de idiota. Merecemos respeito!

A revista Veja  vive  da publicidade oficial superfaturada (mensalão publicitário), e como a fonte está secando a editora já entrou na justiça com um pedido de recuperação judicial para não fechar as portas. Situação semelhante enfrenta as Organizações Globo, que só ao BNDES deve 6 bilhões o que fez a direção mudar dos trilhos em 2013 e declarar em editorial que o fundador Roberto Marinho estava errado quando deu apoio  ao regime militar. O assunto que veio à tona novamente no recente encontro de Bolsonaro na Globo News.

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

10 ideias sobre “MAIS UMA IMORALIDADE DA REVISTA VEJA

  1. Perfeito o seu raciocínio – era ou não era ditadura ? Esse pessoal é incorrigível, vão se amoldando conforme as conveniencias. Antes era Regime Militar, agora é Ditadura,. Curioso é que não adjetivam, não falam em impiedosa, cruel, etc., apenas procuram entrar no clima. Se der Bolsonaro, serão os primeiros a bater continência !

  2. Estamos perdidos, está tudo dominado e ninguém mais se salva nesse Brasil destrambelhado…hipócritas, mentirosos, distorcedores dos fatos, infames e difamadores eis a nossa imprensa marrom que nunca foi o 4º poder…..Haja coração…

  3. A imprensa brasileira faz o jogo do interesse, a revista veja e a rede globo se acham os melhores, na minha opinião eles trabalham para desinformação, e vc colocou bem acham que o leitor é idiota.

    • Edilson, eles não querem Bolsonaro no governo, devem estar rezando por isso, caso contrário o mensalão da imprensa (publicidade oficial superfaturada), vai secar.

  4. Muito se fala de repressão na época do regime militar e falta de liberdade. Hj se é que temos esta tão alardeada liberdade não sabemos o que fazer com ela, pois somos reféns do mêdo, da insegurança e da falta de cuidado com a vida e de apreço pelo que sejam cidadania, dignidade e respeito pelo povo.

    • Sandra, no início do regime militar eu era adolescente e tenho saudade daquela época que nas madrugadas dos sábados para o domingo, depois de um “porre”, dormíamos na rua dentro do carro com os vidros abertos e no braço um relógio de ouro, sonho de consumo da época.

  5. Doutor, concordo com tudo que você escreveu, contudo, faço uma correção: a Ivete Sangalo já deu a luz gêmeas há meses e ela apoia Bolsonaro, quem invoca o demônio em seus shows e é contra o Capitão e a outra baiana, a Daniela Mércuri!

    • Antonio Carlos, independente do apoio que a artista dê a Bolsonaro, eu quis cita-la como uma ex-beneficiária da Lei Rouanet. Quanto a Daniela Mercuri tenho a dizer; essa é uma desqualificada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *