ALÔ, ESTADÃO! DESCUIDO OU MÁ-FÉ?

Por Humberto de Luna Freire Filho   *1/3 dos senadores se não reeleitos irão para a cadeia*

AVISO À ESQUERDA – FALADA, ESCRITA E TELEVISADA – ESSA É A NOSSA  BANDEIRA
Resultado de imagem para imagens para simbolo do fascismo
IMAGEM: Depositphotos

Com relação ao debate final do primeiro turno, O Estado de São Paulo publicou: “Candidato do PSL não compareceu alegando recomendação médica. Alô editores do jornal, não seria mais elegante e menos tendencioso ter suprimido  a palavra alegando? Simplesmente dizendo; não compareceu por recomendação médica. Sim ou não? Ele está de posse de um atestado médico, documento de total credibilidade e valor jurídico (salvo para alguns ministrinhos do STF), e se não está eu me proponho a fornecer um com firma reconhecida.

Tem muita gente, inclusive grande parte da imprensa, com medo do homem que é homofóbico, racista, misógino, nazista e uma ameaça à democracia. Ora, sem dúvidas, quem ameaçou e continua ameaçando a democracia é a quadrilha do Partido dos Trabalhadores. Pergunto, quem usou o dinheiro do BNDES para eleger o ditador da  Venezuela? Quem elogia Maduro? Quem usou dinheiro do BNDES para eleger o ditador da Nicarágua? Quem elogia Ortega? quem usou o dinheiro do BNDES para construir porto para a ditadura cubana? Quem elogia a famigerada família Castro?

SÍMBOLO DA ESQUERDA CAVIAR – WHISKY, DÓLAR E FÉRIAS EM PARIS
Imagem relacionada
IMAGEM: rebelliom.blogspot.com

Durante os 14 anos em que o PT esteve no governo, distribuiu o nosso dinheiro para os governos mais podres existentes no mundo, principalmente para as ditaduras africanas, tudo sob o comando de um corrupto, um sem caráter, um desclassificado e hoje presidiário chamado, Luiz Inácio da Silva, vulgo Lula. Esse crápula ainda recebeu títulos honoríficos (Honoris causa) de algumas universidades. Vê se pode! Torço para que ele ainda receba três comendas, uma do FBI, uma da CIA e uma da Scotland Yard  com o título de maior ladrão do universo.

MANIFESTAÇÃO DA QUADRILHA – ENCONTRE UMA BANDEIRA DO BRASIL
Imagem relacionada
IMAGEM: Resenha Geral

Agora quero lembrar aos que classificam Bolsonaro de homofóbico: em Cuba, gays são caçados igual a ratos, no Iran, do amiguinho Ahmadinejad, são mortos. Aos que classificam Bolsonaro de racista: em muitos países, os negros são recebidos apenas para trabalhar na agricultura. Aos que classificam Bolsonaro de misógino: em muitas ditaduras do Oriente Médio, as mulheres não dirigem veículos, andam dois passos atrás dos homens e são apedrejadas até à morte se cometerem adultério. Aposto que as feministas nacionais não querem morar nesses países que o PT tanto admira e elogia

Finalmente quero pedir aos que classificam Bolsonaro de fascista e nazista que leiam um pouco mais da história para se habilitarem a  uma discussão inteligente sobre o que realmente  foi o fascismo e o nazismo. Chamar o candidato de fascista ou de nazismo é coisa de gente despreparada sem a menor cultura e fala porque ouviu falar e achou as duas palavras bonitas. Papagaio também aprende a falar todas as palavras que lhes soam bem aos ouvidos.

ESSE É O NOSSO SIMBOLO – NÃO ESQUEÇAM, ESQUERDISTAS DE OCASIÃO
Resultado de imagem para simbolo da republica do brasil

O partido fascista – Partido Nacional Fascista (Partito Nazionale Fascistafoi criado por Benito Mussoline e permaneceu ativo de 1922 até 1943 promovendo  um sistema econômico corporativista em que empregador e sindicatos de empregados estavam unidos em associações para representar coletivamente produtores econômicos da nação e trabalhar ao lado do Estado para definir a política econômica.

ESSE É O SIMBOLO DO FASCISMO – ESQUERDISTAS, NÃO CONFUNDAM
Resultado de imagem para Simbolo do fascismo
IMAGEM: historia em cartaz

O partido nazista – Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães ( Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei) foi criado por Hiltle e esteve ativo de 1920 até 1945.  Inicialmente foi criado como um meio de chamar os trabalhadores para longe do comunismo e reaquecer seu nacionalismo, enquanto  a estratégia política nazista foi combater as grandes empresa, também contra a chamada burguesia e apelava para a  velha retórica  anti-capitalista, embora esses aspectos foram posteriormente minimizados a fim de ganhar o apoio das grandes indústrias. Porém só em 1930 o foco do partido mudou para o anti-semitismo, o que resultou em 6 milhões de judeus mortos.

ALÔ ESQUERDA, MAIS UM VEZ … NÃO CONFUNDAM
Resultado de imagem para imagens para símbolos do nazismo
IMAGEM: Superinteressante

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

22 ideias sobre “ALÔ, ESTADÃO! DESCUIDO OU MÁ-FÉ?

  1. Humberto, o que você escreveu é uma verdadeira aula sobre essa postura irresponsável da imprensa brasileira, em relação a Jair Bolsonaro. Eu, como leitor de mais de meio século do Estadão, estou enojado. Eu sempre tive o Estadão em alta conta. Devo parte do meu conhecimento, notadamente em assuntos políticos, históricos, ao Estadão. Mas hoje estou horrorizado com a campanha sórdida desferida por esse outrora grande jornal contra Jair Bolsonaro. Nem vou perder tempo, Humberto, em mencionar a Foice (e o Martelo) de São Paulo. Mas aproveito para mencionar que a Folha me fez lembrar dois jornais da antiga União Soviética: Pravda e Izvestia. Ambos ligados ao monolítico poder político naquela brutal ditadura. Voltando ao Estadão, desde o início da campanha política, o diário da família Mesquita tratou de dar uma especial atenção a Jair Bolsonaro, ou seja, em toda matéria citando esse candidato, a diretriz era sempre ressaltar um aspecto negativo seu. E isso se estendeu aos articulistas. Todos falavam em uníssono. Toda matéria era depreciativa. E claro, tudo para beneficiar o Picolé de Chuchu. Teve dia em que FHC escrevia sua tradicional coluna semanal. No mesmo dia, ao lado, vinha a coluna de Boris Fausto, que é do Instituto FHC. No dia seguinte, o jurista Miguel Reale, também tucano de carteirinha. O Estadão tentou o que pode para massacrar Jair Bolsonaro. Modestamente, escrevi ao jornal, dizendo que Bolsonaro era a expressão da insatisfação de grande parcela dos brasileiros ante o rumo que o país tomou nos últimos anos, e que resultou na sua quase ruína. Mencionei que o único candidato que iria tratar com seriedade da questão da segurança pública era ele. Que o jornal parasse de dar atenção a sociólogos, no trato dessa questão. Disse ao Estadão que em todos esses anos que fui leitor desse jornal, não vi uma só coluna escrita por um delegado de polícia, que é a autoridade que lida diariamente com essa questão. E de maneira muito mais direta do que promotor e juiz. Por fim, pedi aos diretores do Estadão que acordassem, pois o Brasil não se resumia a São Paulo, ao Rio de Janeiro. Mas claro, sabia que o Estadão não iria publicar minhas cartas. Hoje o Estadão está colhendo o que plantou: o fiasco de sua abjeta cobertura política.

    • Abel, eu enviei para o Estadão (Fórum dos Leitores) o primeiro paragrafo de texto que colei ontem no bloguinho. Não foi publicado na edição de hoje, dia 6. Foi por conta do horário? Não sei; vou ver se publicam na edição de amanhã. Estou preparando um comentário sobre a capa da revista Veja desse fim de semana. Essa revista tornou-se outro lixo da imprensa nacional junto com o jornal Folha de São Paulo.

      • Verdade. Eu também assinei a Veja por mais de 30 anos. Mas no final do ano passado essa revista publicou uma capa comparando Lula e Bolsonaro, como sendo ambos ameaças ao Brasil. Lula ainda não estava preso, mas já pesava em seu desfavor tudo o que a operação Lava-Jato tinha desvendado a respeito do colossal esquema de corrupção capitaneado pelo dono do PT. Provavelmente o maior do mundo. Então onde a revista encontrava elementos para comparar ambas as personalidades? Encontrava no seu desespero em alijar Bolsonaro da campanha política que se seguiria, pois as nossas redações não podem aceitar um militar na presidência. Mas essas mesmas redações aceitaram um nordestino ignorante, prepotente, líder de uma seita política que adorava ditaduras pelo mundo todo, e que vociferava contra o capitalismo. Humberto, depois dessa campanha presidencial, pouco sobrará da imprensa tradicional no Brasil. É uma pena, mas ela está moribunda. Por culpa e obra dela mesma.

  2. Má fé Humberto, claro e certo. Estamos perdidos com essa Imprensa nojenta e vendida, aliás bem ao jeito e maneiras dos petistas, desse Partideco nojento que avassalou o Brasil e pregou a desunião entre os brasileiros. Está complicado e dificílimo de desconstruir essa politica suja implantada pela esquerda irresponsável e que tenta endeusar Lula e seus asseclas. Que Deus nos livre do PT no dia 7 de outubro, senão será o fim do Brasil e a sua população condenada a sermos escravizados por um sistema comunista, fascista e nazista que tentam jogar para o Bolsonaro essa ideia infeliz…. Mas a essas alturas estão apavorados com o crescimento da candidatura Jair Bolsonaro e tão burros e idiotas que dão todos os dias tiros nos pés, pois a cada acusação e mentira ou desvirtuação de comunicados da oposição ele cresce mais!!

  3. Parabéns, Humberto. Enviei o texto abaixo para três dos maiores jornais do país.

    Ruptura

    É sempre um momento muito difícil descobrir que a “sua imprensa”, aquela confidente da infância, deixou de ser imparcial. Talvez seja o dia mais triste da vida, você foi traído, e não sabe com quantos nem desde quando….

    Um abraço,

    Ricardo C. Siqueira

  4. Dr. Humberto, como sempre o Sr. Acertou em cheio. Faz algum tempo que tenho percebido o Estadão tendencioso.Uma pena!
    E estou cansada da hipocrisia do ‘politicamente correto’. Das feministas de araque, da cultura do ‘tadinho’, do ‘ nós contra eles’, e outras porcarias mais. Afff! Espero que segunda feira nos traga um ar menos fétido, podre!
    ABS.

  5. Humberto , por essas e por outras , há dez dias atrás liguei para o Estadão setor de assinaturas , perguntei se a ligação estava sendo gravada , disseram q sim , então comuniquei q estava cancelando minha assinatura de 32 anos . Inconformada ( como todas as áreas de cancelamento) perguntou o porquê , e aí lavei a alma. Disse q era devido ao aparelhamento vermelho ter chegado ao Estadão , e q só retornaria eventualmente quando o jornal voltasse às suas características anteriores , q haviam me conquistado há 32 anos atrás . Humberto , esta atitude de boicotar a imprensa brasileira em quase sua totalidade , deveria ser adotada por todos nós! Abs e bom voto!

    • Elcio, o pior é que essa imprensa suja não assume o que fala quando é contestada. Enviei para o Fórum dos Leitores o primeiro parágrafo do texto que colei no blog criticando a posição do jornal, mas não publicaram. Se acham os donos da verdade. Agora vou à urna exercer a minha cidadania.

  6. Amigo; bela explanação.

    Veja inclusive que os “jornalistas” que atacam Bolsonaro no Estadão são sempre os mesmos.

    Compare as noticias deles e de outros do mesmo jornal e verá a tendencia da linha dos mesmos.

    Abraço.

    Claudio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *