MORTE À IMPRENSA PODRE – VIVA AS REDES SOCIAIS

Por Humberto de Luna Freire Filho

Resultado de imagem para imagem para as redes sociais
IMAGEM: Canaltech

A imprensa escrita, falada e televisada começa a sentir e ver o que não acreditava que pudesse uma hora acontecer – a grande força das redes sociais. Elas começaram a dizer estamos aqui por ocasião do impeachment da ladra e incompetente anta mineira. Não demorou muito, um deputado do baixo clero, filiado a um insignificante partido, sem dinheiro e esfaqueado, mas com uma proposta decente de governo foi eleito presidente da República.

De quebra oxigenaram o Senado, um antro de corruptos que foi renovado em 54% de seus membros, e para sacramentar as redes ainda fuzilaram politicamente o corrupto Renan Calheiro, até então o rei da pocilga. Parte do trabalho já foi feito no poder Executivo e no Legislativo. O presidente da Câmara Rodrigo Maia, que ainda não acordou e quer manter o balcão de negócios que há muito existe com o Executivo, será tratado posteriormente.

Agora vamos apontar nossa metralhadora para o podre Judiciário, onde infelizmente temos uma Suprema Corte que envergonha os brasileiros dentro e fora do país. Um país sério não pode aceitar uma Suprema Corte com ministrinhos indicados por presidentes corruptos e com um astronômico custo por conta dos altos salários e das mordomias. O contribuinte não mais aceita pagar a conta dessa pouca vergonha.

Quando falei em pouca vergonha não me referi só ao custo financeiro da Corte, mas também ao alto custo moral para a Justiça brasileira por conta da falta de caráter  de alguns de seus membros. Temos um Gilmar Mendes, advogado de bandidos e trambiqueiro, hoje na mira do fisco. Esse indivíduo que se acha intocável, ainda ameaça funcionários do órgão tributário com competência técnica e legal para agir.

Temos um Ricardo Lewandowski, ministro escolhido em uma rodada de frango, polenta e cachaça em um bar da periferia de São Bernardo do Campo pelo corrupto, ladrão e hoje presidiário Luiz Inácio Lula da Silva. Temos, imaginem, na presidência da Corte um advogadozinho de porta de cadeia e do PT, ex empregado de José Dirceu, outro bandido condenado a décadas de prisão, mas em liberdade por conta do baixo nível moral do STF .

E para encerrar, temos um ministro beneficiado pela PEC da Bengala e que já deveria estar fora da casa dando início à  chamada assepsia. Ele se chama Marco Aurélio Mello, de tristes origens e memórias, e que na minha opinião está sofrendo do Mal de Alzheimer, desconfiança essa que me surgiu quando o mesmo há pouco tentou, com uma só canetada, libertar 170.000 mil presidiários. Gente, vamos valorizar as redes sociais, elas serão a salvação do país .

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos dos três poderes.

Facebookmail

36 ideias sobre “MORTE À IMPRENSA PODRE – VIVA AS REDES SOCIAIS

  1. Meu caro amigo, coberto de razões que a própria razão desconhece. Como poderemos continuar a aceitar esse tipo de coisa?? Parece-me que eles não se flagram, sem nenhum pingo de vergonha na cara vão metendo a caneta e legislando à vontade. Mas as coisas estão mudando e as redes sociais botam a boca no trombone e eles são facilmente desmascarados. Só assim poderemos ter a esperança de que esses bandidos de toga . O Brasil precisa mudar urgentemente o sistema de colocação ou indicação desses Ministros do STF e com mandatos definidos. Ninguém aguenta mais essa ditadura do Judiciário…

  2. Sem esquecer o Legislativo, concordo que o foco principal da faxina ética do país é o Judiciário, ou melhor, o STF. Considera-se acima do bem e do mal, pendendo conforme os interesses da hora. O mínimo desejável à sua moralização seria o fim da indicação pelo Executivo – o que Bolsonaro deveria encampar até para legitimar a sua anunciada campanha de probidade. Como não acredito que o faça, as redes já deveriam estar focando a fixação de prazo para a devolução de processos pedidos a título de vista ( atualmente a perder de vista ), aplicando ao STF Resolução do Conselho da Justiça Federal que estabelece prazo aos Ministros dos demais tribunais superiores para fazê-lo. O STF, que deveria dar o exemplo, não aceita a regra, certamente tendo como base aquela já citada máxima : ” A justiça é igual para todos – aí já começa a injustiça “

    • Lafayette, eu acredito que essa também é uma meta do novo governo. A questão não foi posta da lado, apenas, de momento, está sendo priorizada a reforma da previdência.

  3. Dr. Humberto, lí com toda atenção seus escritos pertinentes, sempre demonstrando o que dá nojo em nosso país. Temos uma convicção certa de que o atual governo vai melhorar bem o que está errado em nossa pátria. A imprensa facciosa e antibrasileira está passando por grandes dificuldades financeiras. O STF somente nos decepciona. Como você bem esclarece estamos livres do MST.

    Forte abraço.

    Bom final de semana.

    FZardetto.

  4. Dr. Humberto, sabemos que é de pleno conhecimento público que a mídia brasileira é omissa e corrupta. Eu sou leitor do ESTADINHO de São Paulo desde a década de 50, sempre o considerei um jornal mais sério que os demais. Ledo engano. ganhei uma sentença que movi contra a CAIXA sobre a correção do FGTS planos “Cruzado II e Collor”, ganhei todos os julgamentos e o último recurso por unanimidade de votos e até hoje não recebi. Como assinante reclamei ao ESTADINHO e ele se acovardou em publicar, porque? Claro, tinha publicidades da CAIXA. Que mídia é essa?
    Nesta última campanha ele, o ESTADINHO esteve de braços dados com o O Globo, a FALHA de São Paulo, Data FALHA de SP e IBOPE que distorciam as informações sobre pesquisas com comprovação nos resultados.
    O presidente Bolsonaro já nocauteou essa leva de mídia omissa e corrupta no primeiro Rond. agora cabe a nós brasileiros continuar se lixando para esses maus órgãos de imprensa que não informa, desinforma em benefício próprio. Precisamos sim, de uma mídia séria que não oculte ou transforme a verdade e publica os verdadeiros acontecimentos dos fatos, e não inventem.

      • Bom dia,.Não concordo só vai aumentar mais é a despesas, temos que reclamar, divulgar que não queria mais alguns deste ministro que estão lá

        • Denes, eles estão amparados por Cláusulas Pétreas da Constituição. São intocáveis. A única maneira a médio prazo para neutralizar as pretensões da quadrilha lá homiziada seria aumentar o número de votantes. A longo prazo, aí sim, que se crie uma novo método para escolha dos futuros ministros, sem interferência direta do presidente de plantão nem sob a influência dos políticos corruptos que infestam o Congresso.

  5. Quando se discutia a aprovação ou não, da PEC da Bengala, a maioria dos artigos era elogiando a proposta!

    Agora, quando se quer fazer o contrário, surge então esse grupo de opositores, escolhido a dedo pela redação da Folha

    Quer dizer “pega bem” aumentar a idade dos ocupantes daqueles cargos, aumentar sua permanência no poder, e consequentemente, sua oposição ao governo!

    Agora reduzir não pode! É imoral

  6. Sem dúvidas essa faxina tem que ser feita … e O QUANTO ANTES !!
    País nenhum pode ser respeitado com uma “suprema corte” dessa laia!
    Abrsco pra você, Humberto!

  7. É um espetáculo deprimente esta corte. Todos pomposos com salários de majestade e atitudes indignas de serem perpetradas numa pocilga. Urge uma renovação para que possamos acreditar que a Justiça existe nesse país!

  8. Dr Humberto,
    Há podridão em muitas camadas da sociedade. Com fé em Deus que os cidadãos aprenderão a reagir, limparemos a sujeira de todas elas.
    Abraço

    • José Carlos, acabei de responder para um leitor que INFELIZMENTE a moralização do país tem que começar pelo poder judiciário. Justamente por lá, onde DEVERIA residir os princípios da moralidade.

  9. Vida longa às redes sociais! Elas não dependem de financiamento para sobreviver. São movidas pelo patriotismo dos que querem um Brasil melhor!

    • Sim Hermínio, as redes sociais não dependem de financiamento. Financiamentos, principalmente de órgão públicos, sempre envolvem corrupção.

  10. Bom dia doutor.
    A imprensa podre merece morrer de morte natural: insuficiência de público causada por falência múltipla de órgãos.
    Mas cuidado com as redes sociais pq há mui t as fake News.
    G.

    • Sem dúvida Garibi, é precisa saber usar as redes sociais. Quanto a morte dessa imprensa podre já começou a acontecer com o cancelamento das assinaturas em larga escala. Com isso os anunciantes fogem. Eles querem agrandes tiragens para a divulgação de seus produtos. Isso está forçando os jornais e revistas continuarem entregando pontualmente suas edições, mesmo para quem interrompeu o contrato.

  11. O parlamento aos poucos está aprendendo a fazer o dever de casa,mas o Judiciário ainda se acha acobertado por um manto de intangibilidade e com isso ainda não se deu conta de como as coisas mudaram e estão mudando. Investigar um cidadão comum pode; investigar um cidadão de primeira classe requer pompa, cuidado, sutileza e isso quando dá para investigar, pois via de regra,o que mais se vê é o afrouxamento de medidas acessíveis e impostas apenas aos cidadãos de segunda classe, ou seja, nós os contribuintes, meros pagadores de impostos.

    • Sandra, cidadão de primeira classe somos nós. Essa quadrilha que atua STF e no Congresso, com raras exceções, para mim, não passam de VERMES. Tenha como exemplo um Gilmar Mendes e um Renan Calheiros.

  12. As redes sociais há muito que vem desempenhando papel relevante nos destinos de nossa Pátria !
    Eleição do Bolsonaro é um bom exemplo.
    Tem que manter tudo na Internet porque parece que aqui aqueles que nada enxergam, nada sabem e servem de massa de manobra podem ser conscientizados, enfim !!!
    Mozart

  13. Humberto, não há dúvida de que as redes sociais prestaram e ainda vão prestar um grande serviço ao Brasil. Graças à elas, milhões de brasileiros que não se importavam com a política, ou importavam-se com ela apenas na hora do voto, passaram a ter voz, passaram a expressar seu inconformismo com o jeito como as coisas funcionam no Brasil. Ou não funcionam. Antes tarde do que nunca, diria. Para azar do Brasil, ao fim do regime militar, a maior parte do povo brasileiro se absteve de participar do envolvimento político-partidário, no que foi substituída pela esquerda, ávida de ir à forra, após mais de vinte anos de governo militar, que não dava voz aos órfãos de Moscou. E essa turma não perdoou. Veio com tudo, disposta à fazer o país entrar na trilha do socialismo, muito embora esse já dera provas cabais de sua ineficácia em fazer um país saltar em progresso e qualidade de vida dos seus cidadãos. A pá de cal do socialismo tinha sido a queda do Muro de Berlim. Mas a esquerda latino-americana, a mais atrasada do mundo, fez de conta que não soube de nada, e continuou a sonhar com a igualdade reinante na ilha caribenha de Cuba, onde todos são igualmente pobres, exceto é claro, os Castro e seus amigos. Esses podem viajar ao exterior, comer do bom e do melhor, etc. Quando o PT chegou ao poder, seus dirigentes tentaram de tudo para se manter no poder a qualquer custo, para isso comprando a tudo e a todos, o que ficou demonstrado nos esquemas criminosos do Mensalão e do Petrolão. E foram além, indicando ao STF verdadeiros militantes políticos, que nunca coraram de vergonha ao proferirem decisões que jogaram a mais alta corte da justiça brasileira na lama. Mas era tudo pela causa do socialismo. Humberto, volto a dizer, as redes sociais salvaram o Brasil. Impediram que o Brasil se tornasse uma Brazuela. Eu ouso comparar o que houve aqui com o que ocorreu com o Império Britânico a partir de junho de 1940, com a queda da França, e sua ocupação pelos nazistas: Foi o pior momento vivido em toda história da Inglaterra, visto que as temíveis forças da máquina de guerra nazista se encontravam a menos de 100 km das costas bretãs. Para mim, a era PT foi a mais crítica da nossa história, eis que esse partido, se não tivesse sido arrancado do poder, democraticamente, diga-se de passagem, com a ajuda das redes sociais, o PT faria com o Brasil o mesmo que Hugo Chaves fez com a Venezuela.

    • Sem dúvidas Abel, as redes sociais salvaram o Brasil. Espero que elas se tornem cada vez mais fortes e neutralizem definitivamente a tendenciosa e nefasta ação que essa imprensa podre exerceu por mais de 20 anos sobre a política nacional. Gigolôs do dinheiro público e a serviço de uma esquerda burra e fracassada em todo o mundo.

    • Sem dúvidas Abel, as redes sociais salvaram o Brasil. Espero que elas se tornem cada vez mais fortes e neutralizem definitivamente a tendenciosa e nefasta ação que essa imprensa podre exerceu por mais de 20 anos sobre a política nacional. Gigolôs do dinheiro público e a serviço de uma esquerda burra e fracassada em todo o mundo.

  14. Dr. Humberto, o Bolsonaro ganhando a mais bela eleição presidencial de toda a história do brasileira não pode ter encerrado a nossa luta contra os esquerdistas, petistas, comunistas, que tentam a todo custo impor ao nosso povo a mesma amargura imposta aos povos de: Cuba, Venezuela, Coréia do Norte e outros. A nossa imprensa é omissa, corrupta, suja e imunda. O ESTADINHO de São Paulo, A FALHA de São Paulo, O GLOBO-LIXO, na campanha de 2018 souberam se unirem com os institutos de pesquisas que valem o quanto pagam: DATA-FALHA DE SP., IBOPE, etc. Não podemos contar com a lealdade, lisura e honestidade nas publicações dos fatos, a destorçâo dos fatos vendendo a mentira como ficou claramente comprovado com os resultados da última eleição em confronto com as pesquisas fajutas apresentadas e bem pagas.
    É de suma importância que os brasileiros de bem, patriotas e responsáveis não se acomodem, não pensem que a guerra acabou, ganhamos apenas a primeira batalha e ainda temos muito que lutar para combater os inimigos da pátria e do povo brasileiro, Precisamos fazer valer com muita intensidade a utilização das redes sociais para substituir uma imprensa que não temos. Unamo-nos, vamos a luta companheiros do bem, o caminho é longo e não podemos sair dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *