A MORTE DE RHUAN

Por Humberto de Luna Freire Filho

PENA, NÃO TEMOS FUZILAMENTO NEM CADEIRA ELÉTRICA – EU IRIA ASSISTIR

IMAGEM: Redação JM Notícia

No último final de semana, o Brasil tomou conhecimento de um crime  ocorrido em Samambaia (DF) praticado por duas lésbicas. A vítima foi o menor de 9 anos, Rhuan Maycon da Silva Castro, filho de uma delas. É muito importante saber até onde vai a maldade dessas duas “coisas”. Há dois anos, praticaram no garoto uma “castração caseira”, deixaram seus cabelos crescer e o mantiveram em prisão domiciliar para não ser reconhecido nas ruas ou na escola.

Como se tudo isso não bastasse, no último final  de semana resolveram matá-lo e esquartejá-lo para facilitar o desaparecimento do corpo. Eu gostaria de escrever coisas mais amenas para  o nosso final de semana, mas…  fiz o possível para continuar calado diante da atitude desses dois pedaços  de carne podre. Infelizmente não deu e vou aproveitar para fazer a minha crítica a tudo o que vem acontecendo no país nos últimos 16 anos por conta do “politicamente correto”

Existe um grupo que há muito tenta tornar lésbicas e gays vítimas da sociedade. Criam falsas estatísticas sobre  o número de assassinados na comunidade LGBT. Taxam o heterossexual de homofóbico e até parece que assassinatos praticados por homossexuais não existem. Se essa  era a crença, ficou provado com o crime de Samambaia que a verdade é bem  outra. Pergunto, onde está a imprensa suja comandada pela GLOBOLIXO que não deu o devido destaque a esse crime?

AVISO AOS NAVEGANTES: Se você por azar atropelar alguém e esse alguém for homossexual, e mais, se for um dia de azar total, com a GLOBOLIXO  por perto, você aparecerá na telinha e será taxado de HOMOFÓBICO.

Humberto de Luna Freire Filho, médico. – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

24 ideias sobre “A MORTE DE RHUAN

  1. Me desculpe , mas nestes momentos penso : Hitler estava certo em banir da sociedade
    coisas como estas , ralés e escória , com o fim de não contagiar e adoecer a sociedade sana e civilizada !

  2. Melhor viver com os bons exemplos dos países de 1.Mundo do que
    com os piores exemplos do 3.Mundo , e sermos taxados de quintal da
    Venezuela ou Cuba .

  3. Um assunto de tamanha relevância que poderia ter sido alvo de reportagens e sucessivas manchetes foi relegado a um plano para lá de secundário. As vezes chego a me sentir discriminada pelo simples fato de ser “hetero”. O preconceito e a discriminação não deveria existir para nenhum dos lados. Mas a balança ultimamente parece ter pendido mais para um lado que outro. Melhor calar ante as injustiças que ser taxado de homofóbico, preconceituoso e coisas do tipo. Os valores efetivamente nunca estiveram tão invertidos.

  4. Humberto,
    estou de luto por essa criança!
    estou de luto pela maldade sem precedentes de dois seres ditos humanos!
    estou de luto pela nossa espécie que está transformando este planeta num lugar pior do que o inferno!
    não tenho palavras pra expressar a piedade que me invade ao imaginar o sofrimento desse menino, e nem a repugnância que sinto pelos dois monstros que o torturaram!
    que de alguma maneira paguem MUITO CARO pelo que fizeram…

  5. O que dizer de um Pais que prefere se preocupar com as aventuras amorosas de um imaturo jogador de futebol e suas lesões e cirurgias porque gosta de cair e se fingir de insubstituível…ele só nos envergonha COM SUAS atitudes de machão e menino mimado que acha que pode fazer o que quiser porque não sabe onde meter o dinheiro e não se importa com a privacidade de sua vida. Por favor, isso me dá nojo…..a mídia não sabe fazer outra coisa senão divulgar todos os dias essa vergonheiras, puro mau exemplo de quem não tem limites nem vergonha na cara……..nem educação!!!

  6. O que elas fizeram foi sim um crime cruel, porém isso não tem nada a ver com a orientação sexual das mesmas, quantos héteros já não fizeram crimes iguais ou piores? quantos “pais”já não abusaram de suas filhas, o que aconteceu deve ser devidamente punido, como outro crime cometido por qualquer outra pessoas de qualquer outra orientação sexual, isto não têm nenhuma influência!

Deixe uma resposta para Humberto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *