CAPITÃO NASCIMENTO

Por Humberto de Luna Freire Filho


IMAGEM: adrenalina.uol.com.br

Ontem, no “picadeiro” do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, a dona Dilma lançou um novo pacote de estímulo à economia. São R$ 83 bilhões provenientes dos bancos públicos para serem atirados no escuro. Além disso, olhando fixamente para Wagner Moura, como que invocando o Capitão Nascimento, exigiu a todo custo aprovação para a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF), e como não podia deixar de ser, também a reforma da Previdência. Salvo engano, quem aprova ou não aprova qualquer dessas medidas é o Congresso Nacional, e lá, na festa da enganação dedicada ao povão, não havia nenhum parlamentar, esses sim com direito a voto.

Eu sempre gostei de história do Brasil e história geral, eram matérias distintas no meu antigo curso Ginasial, e essa pantomima realizada ontem no reino das fantasias e da corrupção, me fez lembrar a história de um rei francês, que usou de artifício semelhante a esse do chamado Conselhão, reunindo gente das várias camadas sociais para tentar a salvação de seu reinado. Mas, dívidas, crises financeiras e o descontentamento reinante nas classes média e baixa francesas, contribuíram para sua impopularidade. Finalmente o rei foi deposto, a Monarquia Constitucional foi abolida e foi proclamada a Primeira República Francesa. Esse foi Luís XVI, Rei da França e Navarra de 1774 até ser deposto em 1792 durante a Revolução Francesa, sendo executado no ano seguinte. Qualquer semelhança é mera coincidência.

Humberto de Luna Freire Filho, médico

Facebookmail

4 ideias sobre “CAPITÃO NASCIMENTO

  1. Confesso que não acreditei no Conselhào. Mas, com a presença desse ator, acredito que a economia do país será recuperada e brevemente o Brasil será o país de maior crescimento no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *