TEMOS IMPRENSA LIVRE OU CHIQUEIROS DA ESQUERDA?

Por Humberto de Luna Freire Filho

O CUSTO DE CORTAR A PUBLICIDADE OFICIAL SUPERFATURADAResultado de imagem para iMAGEM PARA IMPRENSA MARROMIMAGEM: Folha do Comércio

VEJALIXOResultado de imagem para imagem para a revista veja lixoIMAGEM: Contexto Livre

FOLHALIXO

Resultado de imagem para imagem para a folhalixo

IMAGEM: Vindo dos Pampas

GLOBOLIXO
Imagem relacionada
IMAGEM: Facebook.com

ESTÁ NA FILA?Resultado de imagem para IMAGEM PARA O LOGOTIPO DO ESTADÃOIMAGEM: Mídia Interessante

Já escrevi mais de uma vez que sou assinante do jornal O Estado de São Paulo há 34 anos. Mas confesso que está cada vez mais difícil engolir certos editoriais, principalmente os da lavra  Cantanhêde. Em seu artigo de hoje, terça (17), intitulado Um filé mignon e tanto, a escriba da esquerda e da bandidagem, diz o seguinte: “O Presidente Jair Bolsonaro tenta escolher PGR com os filhos e as redes sociais bolsonaristas. É temerário”.

Verdade, dona Cantanhêde? Então, dona? Ele deveria escolher o Procurador Geral da República junto às quadrilha que destruíram o país por 20 anos? Com o PT e o ladrão presidiário Luiz Inácio Lula da Silva? Com o PSDB, sarcófago da múmia FHC, e o seu presidente, o ladrão Aécio Neves? Com o MDB e seus inúmeros bandidos inclusive, o mordomo da Transilvânia, Michel Temer, réu em seis processos? Com o PSOL, partido de  Guilherme Boulos, o gigolô de invasores de prédios públicos ?

Dona Cantanhêde, o presidente da República escolhe o PGR consultando e ouvindo as redes sociais e as novas lideranças que lutam pela moralização do país. NÃO É TEMERÁRIO. TEMERÁRIO é o que foi feito pelas quadrilhas de esquerda que você tanto defende. Cito como exemplo as escolhas de pelo menos oito ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), parte delas acontecidas em mesa de bar na periferia de São Bernardo do Campo, durante rodadas de frango com polenta e muita cachaça.

Finalmente quero acreditar que a dona Cantanhêde, já que escreve em um jornal de grande circulação,  tenha conhecimento satisfatório para entender que qualquer medida que parta de um Procurador Geral da República, se não estiver de acordo com a nossa Constituição, poderá ser contestada e até anulada em instâncias superiores, enquanto as medidas tomadas na dita Suprema Corte passam a ser palavra final. Isso sim é TEMERÁRIO pois leva a uma insegurança jurídica. Ou não, dona Cantanhêde???

Humberto de Luna Freire Filho, médico –  Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

10 ideias sobre “TEMOS IMPRENSA LIVRE OU CHIQUEIROS DA ESQUERDA?

  1. O comentário dessa cretina só poderia vir da Rede Grobro lixo..eles se acham essa imprensa marrom e encardida de tantas mentiras e proteção aos bandidos . De repente essa imprensa se acha dona da verdade e quando deveria ficar na imparcialidade vomitam noticias eivadas de má fé ..estão com as costas quentes por isso fazem o que fazem…é muita coragem e caretice… nem leio esse tipo de noticias advinda dessa imprensa comunista…

    • Lilian, já cancelei várias assinaturas. Faço diariamente uma “via sacra” nas redes sociais e tiro conclusões de acordo com minha consciência, senso crítico e cidadania.

      • Cancelei hoje a Revista Veja….e faço como você leio o geral e tiro minhas conclusões………..mas uma coisa é certa, os esquerdistas gostam de difamar e inventar e sobretudo mentir , principalmente se for do governo atual, inconformados com a derrota…e tudo é culpa do Presidente Bolsonaro, eles não cansam, impressionante, de dar tiros nos pés e levarem um fora..mesmo assim continuam deturpando as noticias para atrapalhar o crescimento do Brasil…pura maldade.. má fé uma vergonha…Depois dizem que o Presidente atual manda contra a imprensa…

  2. Verdade, Humberto, a cada dia que passa a imprensa tradicional cai mais ainda no descrédito da população. Dia desses ouvi Augusto Nunes dizer que ao seu tempo de chefe de redação do Estadão, a tiragem diária média desse e de outros grandes jornais era de 700.000 exemplares e hoje não passa de 100.000. Ele disse que tal não se devia apenas à chegada das redes sociais, mas também ao péssimo jornalismo que hoje é feito no Brasil, de modo geral. Augusto Nunes, tal qual Alexandre Garcia, José Nêumane, e alguns outros, são jornalistas que não caíram no conto da sereia petista, não têm bandidos de estimação. O mesmo não ocorre com essa Cantanhede e uma miríade de jornalistas militantes da esquerda. Infelizmente, Humberto, os jornais têm partido. Levei anos para perceber isso. Tinha o Estadão em alta conta, pois admito que devo parte da minha formação a esse outrora grande jornal. Mas durante a campanha sórdida empreendida por esse jornal em desfavor de Jair Bolsonaro, uma luz me veio à mente. O desejo da direção do Estadão em ver a candidatura de Bolsonaro naufragar era tanta, que esse jornal desceu ao mais baixo nível de desinformação. Eu passei alguns meses escrevendo para o jornal, advertindo-o de que o jornal estava trilhando o caminho do mau jornalismo. Não tive nem uma de minhas cartas publicadas. Só deram atenção a mim após minha decisão de romper com o jornal. Mas aí era tarde demais.

    • Abel, além dos três jornalista que você citou eu acrescentaria, Alexandre Garcia e William Waack. Ainda continuou assinante do Estadão mas já sei que não será por muito mais tempo.

  3. Qto a essa dona Eliane Catanhede nem mais consigo ler o q ela fala desde que ela fez uma homenagem a anta Dilma Russeff no programa da globolixo news!
    É muuuita cara de pau sem a menor cerimonia e sem a menor vergonha de falar tamanho disparate!!
    Já pedi pra q ela tenha umas férias eternas mas infelizmente o Estadão resolveu contrata-la!
    O circo dos horrores da nossa imprensa tá instalado e salve-se quem puder e a unica coisa q podemos fazer é denunciar e criticar aos órgãos q os contratam e boicotar o que nos era mais caro e prazeroso q era o acesso a nossa imprensa isenta essa mesma que hoje é tão desmoralizada!
    Mais uma safadeza aos baldes pra podermos nos indignar no dia de hoje!
    Mas amanha tem mais mentiras, apoio a corrupçao, desmoralizaçao dos bons costumes, defesa aos coitadinhos dos bandidos e muuuito muuuito mais bandalheira……………

    • Tuca, tem outra que provavelmente é aluna ideológica da Cantanhêde, chama-se Vera Magalhães. Infelizmente o Estadão está no mesmo caminho da Folhalixo, entrando em decomposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *