FRANÇA, GIGOLÔ DAS EX COLÔNIAS

Por Humberto de Luna Freire Filho

BRASIL, ANO DE 1963 – DEFESA DAS ÁGUAS TERRITORIAIS – 12 MILHASResultado de imagem para guerra da lagostaIMAGEM: Poder Naval

EUROPA COLONIALISTA
Resultado de imagem para guerra da lagosta
IMAGEM: Guerra & Armas – WordPress.com

Está na hora da diplomacia francesa e o presidente Emmanuel Macron, pau mandado da podre e superada esquerda internacional, caírem na real. Os trinta anos durante os quais o Palácio do Planalto e o Itamaraty foram invadidos por uma bandidagem covarde e anti patriótica, que baixava a cabeça e aceitava  imposição de países ditos de primeiro mundo, ACABOU, agora é bateu levou. Já dá para perceber?

A França hoje é uma nação decadente  e não passa de gigolô de suas 15 ex colônias. Delas são retirados US$ 500 bilhões anualmente, dinheiro esse que vai encher os cofres da República que tem como lema Liberté, Egalité, Fraternité. Vale salientar que pelo menos sete dessas ex colônias são hoje habitadas por famintos. Macron, agricultores franceses e franceses de esquerda, saibam que a Amazônia é dos brasileiros, não será a 16ª colônia e se tentarem chegar vão levar chumbo grosso no meio dos cornos.

Acredito que a diplomacia francesa tenha algum registro sobre a década de 60, quando foi impedida por militares brasileiros a exploração da nossa costa por barcos pesqueiros da França apoiados por uma força tarefa francesa. Na ocasião, foram todos expulsos sem que houvesse necessidade de um conflito amado, mas na Amazônia creio que será diferente. Não venham!!! E mais, fique com seus US$ 20 milhões, nós brasileiros sugerimos que utilizem esse valor na reconstrução da catedral de Notre-Dame.

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

10 ideias sobre “FRANÇA, GIGOLÔ DAS EX COLÔNIAS

  1. Esse infeliz chamado Macron acredito tenha conseguido aparecer por alguma necessidade psicológica, conseguiu uns minutos de “glória” achando que iria levar de roldão o aceite de todos os outros países de 1º mundo mandando contra o Brasil, ferindo nossa soberania e ameaçando belicamente caso não conseguisse meter a colher na nossa Floresta Amazônica chegando a chama-la de nossa terra……….Meu Deus. Santa estupidez esse calhorda perdeu uma boa oportunidade de ter calado a boca…Acredito que ele tenha recuado diante de tanta boçalidade e caído em si da grande besteira que fez e voltar-se para seu Pais decadente e suas ex-colonias cheias de famintos e ignorantes….

  2. “Pois é Lilian, o cara precisa olhar para o próprio rabo antes que alguém poise em cima.” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    É isso aí, Humberto e Lilian!!!
    Esses metidos à besta vêm dar palpites aqui, enquanto suas colônias agonizam e seus países estão sendo literalmente tomados pelos muçulmanos!
    Não se dão conta de que a Europa de um modo geral está perdendo sua soberania, e vêm se meter onde não são MAIS chamados!
    A era fhc/lula acabou!

    • Anita, certa vez li que Muammar al-Gaddafi, ex ditador líbio, disse que os muçulmanos, para conquistarem definitivamente a Europa, não precisam dar tiros, basta fazer “amor”. Traduzindo cada casal europeu tem um filho, cada casal muçulmano tem sete.

  3. Lamentável sobre todos os aspectos a atitude do boçal francês. Não é capaz de administrar nem seu próprio pais, explorador de colônias paupérrimas, e ainda quer interferir em nosso querido Brasil, agora livre de covardes e corruptos vendilhões da pátria que a tudo acatavam proveniente da esquerda internacional. Agora temos um governo patriota e corajoso que não se intimida com ameaças e nem se submete à vontade alheia. Agora temos um presidente, chamado de “tosco” pelos opositores, contudo, suas respostas aos cretinos são verdadeiras e objetivas, seu lema, “bateu, levou”. Estamos com o Capitão, e o francês que vá cuidar de seu país onde não foi capaz de apagar nem o incêndio de uma igreja e agora quer apagar o da amazônia!

    • Antonio Carlos, esse cara tentou aparecer diante da comunidade europeia e no mundo dos ecologistas hipócritas, terminou isolado e desmoralizado.

  4. Cuidado, Dr. Humberto, com as fake news. O 1o. parágrafo do seu texto q transcrevo a seguir contém dois lapsos:

    Está na hora da diplomacia francesa e o presidente Emmanuel Macron, pau mandado da podre e superada esquerda internacional, caírem na real. Os trinta anos durante os quais o Palácio do Planalto e o Itamaraty foram invadidos por uma bandidagem covarde e anti patriótica, que baixava a cabeça e aceitava imposição de países ditos de primeiro mundo, ACABOU, agora é bateu levou. Já dá para perceber?

    – Macron é sócio do Banco Rotschild – v. transcrição da Wikipedia a seguir; será a 1a. vez q um banqueiro é pau mandado da podre e superada esquerda internacional

    Emmanuel Jean-Michel Frédéric Macron (Amiens, 21 de dezembro de 1977) é um político, funcionário público e banqueiro francês, atual presidente do seu país.[1] Macron estudou filosofia na Universidade de Paris X – Nanterre, concluiu um mestrado em políticas públicas no Instituto de Estudos Políticos de Paris, e depois se formou na Escola Nacional de Administração em 2004. Em seguida, passou a trabalhar na Inspeção-Geral de Finanças antes de se tornar um sócio do banco Rothschild.

    – qto a aceitar imposição de países do 1o. Mundo, como se classifica a vassalagem e subserviência aos EUA do Trump?

    • Basilio, você não sabe que comunista é louco por dinheiro, Dolares de preferencia? Que melhor exemplo do que o dado por Chico Buarque, gigolô da Lei Rouanet, comunista que nunca morou em Havana, prefere Paris? – Quanto a seu segunda pergunta tenho a dizer que melhor nos juntarmos à maior economia do mundo do que a uma França decadente e tomada por muçulmanos.

  5. Em verdade o que vejo é um governo enfrentando dificuldades e se valendo de questões ambientais, que é sempre algo que comove, polemiza e congrega vários interesses, para tentar salvar sua imagem. Não faz muito e enfrentava greve atrás de greve. Agora busca salvar o que sobrou de seu governo ás custas da Amazônia que nada tem a ver com a França. Que o presidente francês cuide dos seus problemas que não são poucos, que da Amazônia cuidamos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *