NÃO DÊ ENTREVISTAS NO EXTERIOR

Por Humberto de Luna Freire Filho

Os 10 melhores países para trabalhar e morar no exterior | Remessa ...
IMAGEM: Remessa Online

Você cidadão brasileiro depois de um ano de trabalho produtivo resolve tirar 20 dias dias de merecidas férias e desembarca em um aeroporto do Canadá, ou dos EUA, ou de qualquer país da Europa. De repente um jornalista local, que circulava por lá, descobre que você é brasileiro e resolve entrevistar um cidadão brasileiro comum. Educadamente ele se aproxima, pede desculpa e licença para uma rápida entrevista  iniciando com a seguinte pergunta – Qual a situação do Brasil hoje?

Então você inicia falando que hoje o país tem um poder Executivo, que tenta desmontar, apesar de muitas dificuldades, uma quadrilha que durante 18 anos aparelhou o Estado. Na verdade não está fácil, mas os cidadãos de bem torcem e  creem que o Presidente da República vai conseguir. Há 18 meses não se rouba os cofres públicos como aconteceu nos últimos 18 anos, o que não deixa de ser um bom sinal.

Sobre o poder Legislativo, todos nós sabemos que as duas Casas, Câmara e Senado, são formadas  por 80% de ladrões e corruptos, e que tem todo amparo e proteção jurídica dada por um conluio entre eles e o poder Poder Judiciário por conta de uma excrescência chamada de “foro privilegiado”. Não é sem motivo que os onze membros da Suprema Corte são aprovados pelo Senado em um chá das cinco sem que antes não tenha havido nas dependências de gabinetes privados sujos acertos.

Finalmente sobre o Poder Judiciário, o mais sujo dos três, e que gora começou a querer governar o país e calar o cidadão. Esse antro formado por onze desqualificados, indicados por presidentes corruptos, inclusive presidiários, está causando nojo à sociedade esclarecida e insegurança jurídica. Mas o que poderíamos esperar de uma Corte onde só dois membros são juízes e mesmo assim do baixo clero, enquanto os demais são advogados?

Mas, a indignação maior é que as esposas de três deles tem escritórios de advocacia e defendem os bandidos ricos, que estão sendo julgados pela própria Corte, e pagando altíssimos “honorários” com o dinheiro roubado dos cofres públicos. Na verdade o que as advogadas recebem não são Honorários Advocatícios, é receptação de dinheiro roubado. Uma das dedicadas esposas até destinava um mesada de R$100 mil para o maridinho que atualmente preside a Corte.

A essa altura o jornalista já estava impaciente e bruscamente interrompeu a entrevista e ainda passou um reprimenda no turista – “Você deveria ser mais patriota, o Brasil é um país lindo, como é que você vem para outro país e começa a falar mal do seu próprio país?” – em seguida se retirou. Fica a lição, se você for ao exterior não conceda entrevistas. Jamais irão acreditar que um país tenha um Congresso ou uma Suprema Corte de tão baixo nível moral e cívico. Verdadeiras latrinas.

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

18 ideias sobre “NÃO DÊ ENTREVISTAS NO EXTERIOR

  1. Falta pouco, Humberto! Em breve teremos muito orgulho de falar do nosso país em qq lugar que formos. Passamos 18 meses sem corrupção, é isto vem desgostando alguns que estavam mal acostumados. Vamos continuar apoiando e acreditando na coragem do Bolsonaro em querer mudar o rumo do nosso país. Abraços.

    • Verônica, vamos acreditar sim! Vou continuar dando a minha contribuição independente de qualquer coisa. Não tenho nenhuma pretensão política, apenas procuro exercer a minha cidadania.

  2. Então Humberto, está ai com certeza o que comentei por cima no blog anterior. A imprensalha daqui informa de maneira distorcida o que aqui de verdadeiro acontece. Ainda como se não faltassem blogueiros comunistas e jornalistas mafiosos, mentirosos dos Jornais brasileiros, como Folha de São Paulo, Estadão e etc…. falarem mal do País em que moram torcendo que aqui aconteça o pior.. Mesmo vivendo aqui, não consigo entender tanto masoquismo, pois se aqui o País afundar eles irão juntos….Mentalidade esquizofrênica no mínimo!! Infelizmente, STF, Congresso Nacional e esquerdistas completam o cenário nacional com sua sede de destruição, furiosos com a perda das boquinhas, que fizeram grande estrago no País… Olha só o que vem por aí: https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/21984/chico-caetano-e-gil-se-unem-num-plano-irresponsavel

    • Lilian, a população brasileira é formada por analfabetos, semianalfabetos, corruptos, alienados e agora podemos acrescentar também masoquistas. Todos totalizando 80%. Assim sendo, não dá para esperar muita coisa de uma sociedade com esse perfil.

      • Se essa louquinha de senvergonha Manuela D`Avila pensar que ganhará as eleições em Porto Alegre, está quadradamente enganada. Ja foi recusada em outra eleição passada. Ninguem aqui a quer porque sabe ser comunista de carteirinha rasgada… Disse que “parou” em Miami por descuido é muito distração kkkkkkkkkk ela se diz “distraidinha coitadinha” mais risos. Pensa que somos tolos. É muito atrevida e descarada..Graças a Deus aqui ela não tem vez……antevejo a derrocada total do PT nessas eleições…Se ganhou nas estaduais é porque o maldito sistema de proporcionalidade a ajudou… Mas hoje ela não é nada aqui.. sonha muito alto coitada, vai cair do cavalo e se arrebentar kk

  3. Caro Professor
    Eu gostaria de poder afirmar que há exageros no seu texto, mas infelizmente ele é a tradução da nossa realidade. Há, porém, uma luz no fim do túnel, que tenta desmontar a podridão que há na nossa política e que contaminou as altas cortes. A luta não é fácil: contra a limpeza há a classe “artística”, a grande maioria dos políticos, a imprensa, as universidades e toda uma rede de pilantras (sindicatos, UNE, CUT, MST, MTST e até a CNBB com suas pastorais) que, por um motivo ou outro, defendem os bandidos que tanto mal fizeram ao Brasil. Precisamos dar um passo à frente em cada eleição. Começamos em 2016 com a exclusão de muitos feudos nas prefeituras, continuamos em 2018 com a eleição de Bolsonaro e, neste ano, precisamos manter longe do poder municipal a esquerdalha nojenta. Com fé, chegaremos lá. Um grande abraço!

    • Caro Tolosa, vamos chegar lá, tenho certeza, eu pelo menos não desisto de continuar mostrando os podres das quadrilhas que ainda dominam muitos dos setores da administração pública e também fora dela, como é o caso dos GIGOLÔS da Lei Ruanet.

  4. Narrativa possível mas pouco provável, pela minha experiência. Num encontro fortuito, o jornalista perguntaria por quê é que os brasileiros tocam fogo nas próprias florestas. E o brasileiro, se não fôr “do ramo” ou muito antenado, nem saberá responder para quê serve uma floresta já que, na sua cultura, a ideia é associada com algo que “atravanca o progresso”. Assim, o Brasil será, cada vez mais, pária na comunidade internacional, o que parece ser o objetivo dos negacionistas que nos governam.

    • Carlo, realmente eles tem muito a peguntar. Na verdade estão sob influência direta da podre esquerda internacional e a finalidade é uma só: desmoralizar e desestruturar o atual governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *