UM APELO À CLASSE

Por Humberto de Luna Freire Filho


IMAGEM: slideplayer.com.br

Gente sem caráter, sem moral e sem ética, existe em todas as profissões. Em vista disso quero fazer um apelo aos colegas médicos: os marginais que compõem essa organização criminosa que está destruindo o país já falaram em várias ocasiões, em alto e bom tom, que são capazes de fazer o diabo para se manterem no poder. Nesse próximo final de semana o pedido de impeachment contra a governanta será votado em plenário da Câmara dos Deputados. Segundo a Constituição da República e o Regimento da Casa serão contabilizados em favor do governo os votos diretos, as abstenções e as ausências. No que se refere às ausências, essas poderão ser justificadas pelos “nobres covardes” mediante a apresentação de um atestado médico.

Portanto, meu apelo é para que os colegas não desonrem a profissão, sejam éticos se procurados por esses marginais, não fornecendo atestados falsos. Aproveito para estender meu apelo também aos Conselhos Regionais e ao Conselho Federal de Medicina para que cumpram a sua função na preservação da  ética profissional e punam qualquer um que tente sujar nossa profissão. Vamos ajudar o Brasil a tornar-se livre dessa mulher, corrupta, intelectualmente limitada, que só tem cabeça para o que não presta e para separar as orelhas. E que orelhas!!!

Humberto de Luna Freire Filho. médico

Facebookmail

2 ideias sobre “UM APELO À CLASSE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *