“ESTADÃO”… MENOS!!! POR FAVOR

Por Humberto de Luna Freire Filho

Resultado de imagem para imagem para Nelson Jobim
IMAGEM: Pragmatismo Político

Resultado de imagem para imagem para Nelson Jobim
IMAGEM: Mertro1

Resultado de imagem para imagem para Nelson Jobim
IMAGEM: EBC

Resultado de imagem para logotipo do BTG Pactual
IMAGEM: Advfn

” O Judiciário não é ambiente para se fazer biografia individual, biografia se faz em política”. Gosto muito de ler e o faço a todo momento que posso, porém jamais vi frase mais imbecil do que essa, dita por Nelson Jobim, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo. O jornal, do qual sou assinante há 35 anos, poderia nos poupar  de tamanha imbecilidade se não cedesse espaço para uma nulidade que hoje nada representa em termos de política nacional. Apenas nos lembra os 13 anos em o país teve a corrupção institucionalizada.

Esse indivíduo não tem ética nem moral para dar lição a  quem quer que seja, principalmente ao que me pareceu, ao juiz Sérgio Moro. Quem não lembra do encontro que ele marcou em um quarto de hotel de Brasília entre o crápula Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro Gilmar Mendes? Isso para não falar de uma vida pública medíocre, tanto como deputado, como ministro da Defesa; não soube defender nosso patrimônio, como advogado; atuou mais como lobista de grupos corruptos, e hoje faz parte do conselho administrativo de  uma organização criminosa chamada de Banco BTG Pactual.

Humberto de Luna Freire Filho, médico

Facebookmail

7 ideias sobre ““ESTADÃO”… MENOS!!! POR FAVOR

  1. Esse Nelson Jobim é nada mais nada menos do que um grande oportunista pega ndo carona em tudo o que lhe ifoi oferecido. Nao importa vindo de quem.So que dessa vez refestelou-se para o resto da vida.

  2. O Governador do Paraná Beto Richa, também conhecido como Richarney, ou Sarnicha como queira, um dos maiores corruptos de todo o planeta somando a ele a sua família, incluindo o sogro que faliu 2 bancos, em 4 de maio de 2011 teve o helicóptero em que viajava sobre São Paulo sofrido uma pane e fazendo um pouso forçado no Campo de Marte. Ele até hoje não disse o nome de quem o acompanhava, mas era seu sogro. Eles estavam indo a uma “reunião” com os proprietários do BTG Pactual. O que leva um governador a deixar seu gabinete e se reunir com banqueiros em São Paulo? Ainda mais, acompanhado de um ex-banqueiro corrupto? Com certeza foi investir o dinheiro do Paraná no famigerado banco-lavanderia!

  3. Humberto, concordo com você. Fiquei enojado com essa entrevista. Esse Nelson Jobim deveria ser esquecido, diante de sua participação na cleptocracia petista. Sujeito que prestou um desserviço ao Brasil, pois o PT não presta serviço, presta desserviço. Jamais o Estadão deveria ter entrevistado esse sujeito, cujas idéias são nada mais do que lixo. Por essas e outras, eu, que assino o Estadão há muitos anos, estou pensando em não mais renovar a assinatura.

    • Pois é o “Estadão” pisou no tomate pela segunda vez em um curto espaço de tempo. A outra foi dar espaço para a “SURUBA” de Romero .

    • Pois é o “Estadão” pisou no tomate pela segunda vez em um curto espaço de tempo. A outra foi dar espaço para a “SURUBA” de Romero .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *