BRASIL, UM PAÍS “PROGRESSISTA” E SURREALISTA

Por Humberto de Luna Freire Filho


COITADA DA CRIANÇA
Resultado de imagem para imagens para casais homossexuais

IMAGEM: Instituto Mercado Popular

SIMPLESMENTE RIDÍCULO
Resultado de imagem para imagens para casais homossexuaisIMAGEM: Quebra Cabeça

Segundo o Wikipédia, o progressismo refere-se a um conjunto de doutrinas filosóficas, éticas e econômicas baseado na ideia de que o progresso, entendido como avanço científico, tecnológico, econômico e social, é vital para o aperfeiçoamento da condição humana. Essa ideia de progresso integra o ideário iluminista e tem, como corolário, a crença de que as sociedades podem passar da barbárie à civilização, mediante  o fortalecimento das bases do conhecimento empírico.

No pobre Brasil do Partido dos Trabalhadores (PT) e dessa esquerda medíocre, progressismo significa segregar a sociedade, criar castas de minorias para confrontar as maiorias. Aceito que cada uma decida sua vida da maneira que melhor lhe convier, em silêncio, na sua intimidade, sem a ingerência do Estado, não a exemplo do que vemos hoje quando  uma minoria de homossexuais desafia e desrespeita uma maioria de heterossexual com apoio oficial.

E mais, pretos agredindo brancos, pobres agredindo ricos e empregados agredindo patrões, estimulados por sindicatos de classes dirigidos por pelegos parasitas do erário, tudo como se não existisse o empregador, isso seria a realização do empregado. Vivemos ou não em um país “SURREALISTA E PROGRESSISTA”?

Humberto de Luna Freire Filho, médico

Facebookmail

8 ideias sobre “BRASIL, UM PAÍS “PROGRESSISTA” E SURREALISTA

  1. Humberto, desde o advento dessa bobagem chamada socialismo, ainda no século XIX, e que culminou na Revolução Bolchevique, em 1917, a mentira é a mola mestra desse movimento que só disseminou perseguição e morte pelo mundo. Após a queda do imperador Alexandre, logo Lenin faria com que os russos sentissem saudades do antigo regime. Com a morte de Lenin, Stalin assume poderes absolutos, vindo a instaurar uma ditadura terrível, marcada por assassinatos, expurgos, no que foi conhecido como O Grande Terror, ainda na década de 30. Ao fim da Segunda Guerra Mundial, esse regime abominável grassou pelo leste europeu, na chamada Cortina de Ferro, que só trouxe desgraça e atraso à Polônia, Bulgária, Checoslováquia, Romênia, Albânia, Hungria, e Alemanha Oriental. Fora dali, China, Cuba, Coréia do Norte e Vietnã completavam o mapa da barbárie e da mentira socialista. No Brasil o que fizeram os esquerdopatas da época do regime militar? Diziam que lutavam contra os militares pela redemocratização do Brasil. Mentira. Lutaram pela implantação da ditadura do proletariado, nos moldes da Albânia. Então, Humberto, não dá para acreditar em quem quer que se diga socialista. Ele sempre estará mentindo.

  2. Este é o principio básico leninismo, “criar o CAOS” para então implantar o comunismo socialismo e outros regimes falidos que tem como objetivo o enriquecimento de um pequeno grupo que se perpetua no poder. Lamento, mas, só o conhecimento e instrução vai combater isso.

  3. A inversão de valores é algo que fica cada vez mais evidente em nosso cotidiano. Ao invés de se criarem mecanismos para que o princípio da isonomia seja uma realidade, se criam medidas em que torna a distância entre as pessoas em função da cor, do credo, da opção sexual e da condição financeira cada vez mais abissal. Temos de ver e tratar as pessoas com a mesma importância, detentoras que são da mesma capacidade, oportunidade e direito a uma vida digna. A criação de cotas me parece um exemplo de como as autoridades nos veem; de forma diferenciada e que precisa do auxilio do Estado para perseguir sonhos e atingir metas. A CF diz serem todos iguais perante a lei e se todos são iguais perante a lei que se cumpra o que está escrito e não trate este ou aquele segmento da sociedade. como se fora incapaz de andar com suas próprias pernas e precisasse de moletas para chegar ao topo.

  4. Não entendi até hoje porque os partidos ex-socialista/esquerdistas são chamados de “progressistas”! São na verdade, como explicitado por vários comentaristas acima o símbolo do atraso! Alguém me explique!

    • Antônio Carlos, dá para ver o “progressismo” tomando-se com exemplo a falida ex-União Sovietica e Cuba. A China hoje a terceira economia do mundo e a república comunista mais capitalista da história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *