NÃO TEMOS CONGRESSO, TEMOS UM GALINHEIRO

Por Humberto de Luna Freire Filho

Resultado de imagem para IMAGEM PARA GALINHEIRO
IMAGEM: Revista Globo Rural – Globo

Essa câmara dos deputados deveria ao invés de tribuna ter poleiro. Ontem no final da tarde, após um pesado dia de trabalho, resolvi, já que sou cidadão, acompanhar a vida de meu país assistindo à sessão da CCJ. Porém o que presenciei foi um deprimente espetáculo de baixaria promovido por um bando de corruptos membros de uma quadrilha, cujo chefe máximo encontra-se trancafiado cumprindo pena por roubo do dinheiro público.

Esses indivíduos sem vergonha na cara, sem moral, enfim, sem caráter, tentaram tumultuar a sessão e desrespeitar um funcionário do governo, renomado técnico da área econômica, que lá compareceu para dar as devidas explicações sobra a proposta de reforma da previdência. A quadrilha do PT e genéricos deram um verdadeiro espetáculo de baixaria comandada por uma imbecil chamada Maria do Rosário para não falar de outros que lá estavam não por ideologia, mas para defender interesses  pessoais e corporativos.

Outro crápula que tentou aparecer foi o filho do nefasto José Dirceu condenado a 27 anos de prisão por roubo, e atualmente na rua graças a um HC concedido por seu ex funcionário, que hoje, infelizmente travestido de ministro,  preside a mais alta corte do país. E para encerrar a baixaria, não podia ficar de fora a “coxa” Gleisi Hoffmann, que completou a sujeira no pau do galinheiro, com o seu batido blá…blá…blá… que não convence mais ninguém, nem dentro de sua própria quadrilha.

Mas no final quero parabenizar o ministro Paulo Guedes por ter mostrado a essa imundície concentrada na CCJ, que o Brasil mudou. Não é mais o chiqueiro que por 18 anos transferiu bilhões de dólares do BNDES para ditaduras, e usou a maior empresa nacional, a Petrobras,  para protagonizar o maior roubo da história da humanidade. Hoje um jornal de grande circulação mostra em primeira página o calote sofrido pelo BNDES por conta de Cuba e pela Venezuela, um total de R$ 2,3 bilhões. Total responsabilidade desses bandidos que não querem entender que tudo mudou.

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de quadrilheiros

Facebookmail

38 ideias sobre “NÃO TEMOS CONGRESSO, TEMOS UM GALINHEIRO

  1. Dr. Humberto,
    A situação está complicadíssima.
    O momento recomenda serenidade aos 3 Poderes.
    O governante não é um verdadeiro líder, ocultam-se pesquisas indicando queda de confiança.
    Oremos!
    Abs NS

    • Caro Ney, concordo com serenidade, discordo de covardia. Acho que está chagando a hora do tudo ou nada. Seremos finalmente Brasil? Ou seremos definitivamente Venezuela?

      • Concordo com Humberto. Está chegando a hora de pagar para ver. Quanto a “quedas de confiança”. acredito que estejam sendo muito “inflacionadas” pela imprensa de extrema esquerda, visando exatamente isso: desânimo nas hostes “inimigas”. Faz parte das táticas de esquerda. Pura Guerra Psicológica. Mas, olhando o Facebook, não vejo nenhum desânimo nos que votaram em Bolsonaro conscientemente, ou seja, sabendo que era ele ou o caos.

  2. ADMIRO SUA CORAGEM E CONCORDO EM GÊNERO, NÚMERO E GRAU COM SUAS CONSIDERAÇÕES SOBRE ESSE CONGRESSO DE BANDIDOS. ALCIDES FERRARI NETO

  3. Prezdo Dr. Humberto
    Lendo o comentário de um seu leitor(a), NS que meio desesperançoso (a) recomenda rezar
    para consertar o País gostaria de dizer ao mesmo que os santos nada têm a ver com nos-
    sos problemas.
    Durante muitas décadas votamos mal e agora, que votamos bem, não é hora de apelar aos
    santos mas em confiar no governo e desconfiar da oposição.
    Anexo pequeno texto que enviei ao jornal e que não será publicado. O Estadão não é mais o
    que tivemos no passado.

    Julgamento descabido

    É totalmente descabido o julgamento negativo do atual governo. Os parcos 63 dias úteis até 3 de abril corrente são
    insuficientes para compensar os 33 anos de governos incompetentes, desde 1985 com os governos Sarney, Collor,
    FHC, Lula Dilma e Temer e o interregno Itamar que foi o melhor de todos com seu plano cruzado.
    O regime pós 64 foi bastante positivo, mas legou-nos grande número de empresas estatais que, até hoje, causam-nos
    grande atraso e prejuizos.
    Os que acreditam no governo Bolsonaro não devem surfar a onda de descrédito, que maus brasileiros alimentam por
    todos os meios. O Brasil tem tudo para voltar a ser uma grande nação, que foi quase destruida pela esquerda.

    Mário Rubens Costa

    • Mário, a essa altura, com esse congresso podre, com essa mídia não menos podre, e com essa justiça que envergonha o cidadão, não dá mais para contemporizar e reza não dá jeito. Atingimos o limite. PS-Já que o Estadão não vai publicar seu texto eu estou publicando para os leitores do bloguinho.

      • Vamos sim, Maria Odete, o repasse de nossos cometários e a explanação de nossas ideias são muito importantes para dar apoio e consolidar o novo governo.

  4. Os representantes da ralé sindicalista, desmoralizados ao extremo pelos fracasso das políticas bolivarianas no Brasil e outras republiquetas, nunca vão dar o braço a torcer. Essa gente é suja de nascença, vide o espetáculo deprimente promovido pelo filho do Heinrich Himmler do PT

  5. Dr. Humberto, senti nojo de ver esse sórdido acontecimento. Esse filho de José Dirceu é um presunçoso que não tem educação. Grosseiros e sem respeito gritaram a toda prova.

    Forte abraço.

    Zardetto

    • Faz parte do decálogo do PT:
      primeoramente desqualificar quem o interpela. Para eles: somente eles sabem fazer política e depois de tanto desvio do dinheiro público estão mais para mafiosos; por isso que o “capo” tem que continuar na tranca. Ainda tá faltando gente para fazer- lhe companhia! Lamentávelmente!

  6. Boa tarde ou boa noite meu caro Dr. Humberto.
    Fiz questao de copiar e colar esse trecho de um comentario seu:
    “”Caro Ney, concordo com serenidade, discordo de covardia. Acho que está chagando a hora do tudo ou nada. Seremos finalmente Brasil? Ou seremos definitivamente Venezuela?””.
    >>O que me diz?, mas venezuela nao ne, Dr. Humberto?
    Acredito que essa ida do nosso Presidente, Jair, em Israel e EUA, tambem nao foi de graca, porque sem a ajuda dessas nacoes, sera dificil vencer essas barreiras esquerdoentes. “”A proposito, de que jeito Israel e EUA, podem nos ajudar?””
    Grande Abraco, meu amigo.

  7. Humberto, seu texto está perfeito. Como é que essa turma do PT, que viu seus mais proeminentes líderes promoverem o maior assalto de que se tem notícias no mundo, vem falar em moralidade, crueldade com os pobres, no encontro na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara ? Só muita cara de pau mesmo. Ardilosos como são, habilidosos em dizer mentiras aos quatro ventos, eles seguem suas trilhas de vendedores de ilusões, como se não bastasse tudo de mal que já fizeram a este pobre Brasil. Mas felizmente, a cada dia que passa, a mentira tem perna mais curta. Milhões de brasileiros já acordaram para a verdadeira realidade que representa esse nefasto partido político que, como um câncer, disseminou sua pestilência por todos os quadrantes do Brasil. Mas o antídoto contra essa doença social chamada PT está tendo resultados importantes, e a doença, que já foi controlada, poderá ser erradicada em pouco tempo. Assim esperamos todos os brasileiros de bem. E o tratamento, que deve ser seguido à risca, implica num trabalho vigoroso do governo Bolsonaro, que deu um passo importante ontem, ao chamar os principais líderes dos partidos não contaminados pela doença do marxismo, para conversa ao pé do ouvido. E ficou claro ontem que o DEM, que tem um DNA muito semelhante ao PSL de Bolsonaro, poderá ser um grande aliado do governo na reforma da previdência. Os demais líderes chamados ontem à Brasília, embora não diretamente ligados à agenda bolivariana do fracasso, mas diretamente ligados ao toma lá, dá cá, darão mais um pouco de trabalho, mas creio que acabarão por apoiar a reforma da previdência, por não verem outra saída para o Brasil sair da grave crise que se encontra após a desastrosa era petista. E depois de aprovada a reforma da previdência, muitas outras reformas deverão ser realizadas, para consertar o estrago que o petismo impôs ao país.

  8. Galinheiro é um elogio para essa corja de parlamentares que não têm vergonha na cara tampouco educação. eles não se importam em dar espetáculos deprimentes de que está despreparados para o assunto e o debate, então partem para a baixaria afim de tumultuar a sessão…uma vergonha!! Coisa de uma oposição fraca, que se vale das ofensas para ganhar no grito… Bem coisa desse maldito PT que só mancha País de insensatez, falta de educação, sujeira e tudo o que for possível para denegrir a imagem do novo Presidente. Inconformados com a derrota e a perda das boquinhas armam as piores armadilhas para fazer-se ouvir.mas quanto mais fazem mais tiros nos pés eles mesmos se dão…a população acompanha horrorizada essa máfia petista que aposta como sempre no quanto pior melhor…até quando??

  9. Prefiro aceitar mais a letra da música cantada pelo Cazuza que dizia –
    “transformam o país num putero onde se faz todo por dinheiro”…
    Abraço
    Mozart

  10. Quando vamos parar de presenciar tantos absurdos, Humberto!
    Minha avó falava que o mundo estava virado… inagina se ela vivesse hoje!
    Socooooorrooooo!!!

    Abraço
    Anita

  11. Acho tudo o que foi dito correto. Só que o povo brasileiro anda meio apático, devemos mostrar mais disposição no combate a essa esquerda comunista da pior espécie. Só redes sociais não adianta, temos que partir para o confronto.

    • Castro, me parece que tudo caminha para isso, talvez seja só uma questão de tempo. A quadrilha está muito bem alojada no Legislativo e no Judiciário.

    • Goulart, precisamos divulgar nossas observações e ideias nas redes sociais. A podridão reinante jamais será mostrada por essa mídia comprometida e beneficiária dos cofres públicos. Sempre peço que dentro do possível, divulguem os textos do bloguinho. Não sou politico, nem tenho nenhuma pretensão nesse sentido, apenas exerço a minha cidadania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *