BRASIL PAÍS ONDE O POSTE “MIJA” NO CACHORRO

Por Humberto de Luna Freire Filho

SUZANE VON RICHTHOFEN  –  LIBERADA PARA VISITAR A MÃE???
Resultado de imagem para IMAGEM PARA Suzane von Richthofen
IMAGEM: Abril – Veja.com

ALEXANDRE NARDONI LIBERADO PARA VISITAR A FILHA ???
Resultado de imagem para imagem para alexandre Nardoni
IMAGEM: Mais Goiás

Aviso aos navegantes: se você for viajar para o exterior prepare-se para responder, e se tiver paciência, tentar explicar principalmente aos cidadãos do primeiro mundo,  as razões para certas anomalias que nos tornam um pais  “sui generis”. Passei por isso muitas vezes, até lembrei de uma programa humorístico comandado por Jô Sores que usava como refrão a seguinte frase, “para o exterior não viajo mais”.

Então veja: você vive em um país que, segundo grupos ligados a direitos humanos, o bandido que assalta e mata não é criminoso, é vitima da sociedade. Você vive em um país onde a polícia prende hoje e a “justiça” manda soltar amanhã para cometer novos crimes. Você vive em um país onde um condenado a 30 anos de prisão, após três anos, está na rua rindo da sua cara. Você vive em um país onde o criminoso julga o juiz.

Não acabou. Você vive em um país onde uma presidiária é liberada temporariamente no dia das mães, mas ela não tem mãe… ela a matou. Você vive em um país onde um pai  é liberado temporariamente no dia dos pais, mas ele não tem filha, ele a jogou do 5º andar de um edifício. Este é o país onde você vive e onde o poste mija no cachorro. Quando vamos ser uma NAÇÃO?

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

34 ideias sobre “BRASIL PAÍS ONDE O POSTE “MIJA” NO CACHORRO

  1. As eleições existem exatamente para corrigir essas falhas, para aprimorar o modelo, revogando leis mal feitas, mal intencionadas muitas vezes, editando outras mais necessárias! O que vemos é exatamente o contrário! Quanto mais se reza, mais assombração aparece!
    Quando se pensava, que o PSL, de um partido desconhecido, passou a ter a segunda bancada Câmara, iria provocar uma mudança na paisagem política brasileira, o que é que estamos vendo? Uma continuação do antigo modelo, a mudança foi insuficiente, precisava ter sido feita também nos outros partidos, vejam o emblemático exemplo dos malabarismos que o governo está fazendo para aprovar a reforma da previdência, antes do recesso! Antes, porque se deixar para depois, esqueça! As manifestações de apoio que o governo recebeu do povo dia 30, não comoveram os deputados e senadores!
    Para encerrar, porque, dos 33 partidos inscritos no TSE, um deles, não assume a seguinte atitude: faz uma lista de tudo que existe de errado
    no país, de todos os gargalos na economia, mas sem aquela preocupação de ser “bonzinho”, de agradar a todos, de ganhar votos com ideias demagógicas, mas se orientando única e exclusivamente pela lógica e o bom senso, se
    propondo, se eleitos seus candidatos, promover as mudanças descritas nas suas propostas. Mas se houver um partido com essa coragem, não ganha eleição nem para administrador de produção de ovos num galinheiro!

    • Aldo, mesmo com os novos eleitos ainda não foi suficiente para tirar o poder do dono do Senado, o corrupto Renan Calheiros e do dono da Câmara, o também corrupto Rodrigo Maia. O poder desses parlamentares pode ser creditado aos currais eleitorais povoado de analfabetos e semi analfabetos que trocam o voto por dentaduras e sandálias Havaianas.

      • Se não foi possível uma limpeza mais higiênica nessa última eleição, temos que rezar para que o “processo de depuração” continue na próxima! Mas confesso que fiquei decepcionado, havia todo um conjunto favorável a uma mudança radical na composição do congresso já nessa eleição! O favoritismo de Bolsonaro, criava essa expectativa!
        Não sei se o fenômeno vai se repetir na próxima, só nos resta esperar

  2. Realmente tudo isso tem que mudar. Vivemos num circo onde as crianças não riem e os adultos choram. No picadeiro as feras intimidam os domadores e os palhaços estão na platéia. Parece que o circo não tem dono.

  3. Na minha infância tinha uma piada tétrica que dizia: O cara é tão ruim que matou os pais para ir ao Baile dos Órfãos.
    No Brasil isto não é mais piada!

  4. Vou repetir meu caro o que é que não deixa o Brasil crescer e melhorar, diante desses fatos narrados só nos resta morrer de vergonha e de raiva. Nosso Congresso Nacional: É UM CHIQUEIRO FEDORENTO ONDE POUCOS ESCAPAM e que NÃO TEM AINDA O PODER DE MUDAR O ESQUEMA QUE HABITA LA NAQUELE ANTRO DE LADROES e imorais….porque esses poucos ainda são minoria … O Brasil é uma esculhambação , a casa da mãe Joana a começar por ter um STF politizado imoral , um parlamento indigno povoado de ladroes disfarçados de legisladores e um povo ainda muito carente de educação!! Assista quaisquer sessão deliberativa nos plenários dessas casas e ou nas Comissões e vai ficar horrorizado com os bate bocas e a falta de decoro parlamentar da grande maioria onde uma “Excelência” chama um Ministro de ladrão!!!!!!!!!!!!!!!!! e nada lhe acontece…………na maior falta de respeito jamais vista a não ser nessa Casa Legislativa onde se aprende a nunca ter ordem e progresso, muito menos seriedade e educação. Durma com um barulho desses! Acorda Brasil………Bolsonaro eles vão te engolir se você não reagir………………

  5. RECADO AO PRESIDENTE BOLSONARO

    Se o governo Bolsonaro der prosseguimento a esse absurdo da construção de um autódromo para corridas de automóveis de Fórmula Um estará penetrando na areia movediça da ostentação irresponsável. Ainda estamos pisando em cacos de vidros do desemprego de 13 milhões de brasileiros, da falta de recursos para investimentos essenciais como saúde, educação e segurança. Ainda estamos no mesmo patamar do caos generalizado do final da era Lula. Falta dinheiro para tudo, o que é compreensível para uma economia estagnada por anos e anos de desgovernos. O povo brasileiro ainda está confiando no atual presidente. Não existe o menor espaço na economia para gastos supérfluos. Ainda dá tempo corrigir o desvio de R$ 700 milhões de setores carentes para satisfazer impulsos de autopromoção na construção de um autódromo. Mesmo se o Brasil estivesse nadando em dinheiro não se justificaria um investimento tão supérfluo em área verde de Camboatá RJ sabendo-se que a preservação de áreas verdes nas cidades é de vital importância para os habitantes asfixiados pela poluição do ar. Já existe um autódromo pronto e aprovado para as corridas de Fórmula Um no estado de São Paulo. Ter dois autódromos em duas cidades vizinhas até mesmo o ex-campeão Ayrton Senna, se vivo fosse, estaria desaprovando essa tão desnecessária e absurda construção, em um país com graves problemas econômicos e sociais.
    Caro presidente Bolsonaro, o nosso sacrificado povo ainda confia no seu presidente e espera a retomada da economia brasileira, após aprovação pelo Congresso dessa sofrida Reforma da Previdência, varrendo de vez essa terrível recessão que nos assola, com medidas inteligentes. Construir autódromos nesse ambiente conturbado é de uma burrice atroz, podendo comprometer uma expectativa positiva dos brasileiros que lhe deram o aval, através do voto livre, para o reinício de uma nova era de paz e progresso.
    José Batista Pinheiro Cel Ref EB (Rio de Janeiro, 05.07.2019)

    • Cel. Pinheiro, também concordo que esse dinheiro deveria ser utilizado em áreas sociais carente como por exemplo, na área da saúde (sou da área), mas em valores não é nada comparado aos 15 bilhões gastos (metade roubada) pela quadrilha petista com a copa do mundo de futebol e as olimpíadas.

  6. Caro Dr. Humberto,
    muito fácil responder sua indagação: O Brasil será uma nação quando exterminarmos o PT, a petezada e cia. ltda.
    FORA PETEZADA MALUCA.
    Abraço.

  7. Alem desses notórios degenerados, que já deveriam ter sido fuzilados, é o único país do mundo que permite um Magistrado impoluto ser inquirido por gente da pior espécie – tipos menores, desqualificados em todos os sentidos , alguns indiciados em quase todos os artigos do Código Penal, e outros já na condição de pré-detentos !!!

  8. Humberto, eu dei uma olhada nos artigos acima, os que me antecederam nesse seu espaço. Todos mostram o espanto, o assombro, a estupefação dos seus autores, ante aos descalabros existentes no Brasil. Pois não são poucos. Humberto, em 1995, há exatos 24 anos atrás, eu e minha esposa fomos conhecer Nova York. Foi uma beleza, pois o real estava mais valorizado que o dólar. Voltei aos Estados Unidos nos quatro anos seguintes, aproveitando a valorização da nossa moeda. Na última viagem dessa sequência, em janeiro de 1999, fomos pegos pela desvalorização do real ante o dólar. Mas o que quero destacar aqui não é a questão cambial da nossa moeda, e sim a sensação que tive ao visitar os Estados Unidos nesses diferentes períodos. Assim que desembarquei lá pela primeira vez eu percebi que me encontrava num país sério. As viagens seguintes só fizeram fortalecer em mim essa percepção. Os Estados Unidos funcionam. o Brasil não funciona. Nos Estados Unidos as coisas são feitas para funcionar, no Brasil são feitas para atrapalhar. E infelizmente, com a chegada do PT ao poder, com a sanha petista anti-americana, isso piorou muito, ficou muito mais acentuado. Veja a questão criminal. Aqui tudo é feito diferente dos Estados Unidos. Lá a punição é rigorosa, proporcional ao dano causado à vítima, ou à sociedade. Aqui é uma piada. como é uma piada de mau gosto o fato dessa criminosa Richthofen, que ajudou a matar pai e mãe, ter autorização judicial para deixar a prisão nas comemorações dos dias das mães e dia dos pais. Veja o absurdo. Autorização judicial. Ou seja, a lei brasileira faculta a um juiz colocar em liberdade, mesmo que temporária, alguém que matou o pai ou a mãe. É o poste urinando no cachorro. Inversão total de valores. Com a chegada da esquerda ao poder, essa mesma esquerda que tenta provar ao mundo que pode existir uma roda que funciona melhor do que a redonda, tudo piorou. Essa mesma esquerda que tenta mostrar a todos que o bandido não é culpado pelos crimes que comete, e sim a vítima, ou a sociedade. Essa esquerda que acha que o assalto tem uma lógica, que é compensar a carência de alguém com o bem de outrem, mesmo que de forma criminosa. São esses e outros absurdos que tornam o Brasil um país quase inviável, como são inviáveis hoje Cuba, Venezuela, Coréia do Norte, e tantos outros países que seguem a cartilha do socialismo. Isso só se muda com pressão da sociedade. E felizmente isso está ocorrendo. E tenho certeza, Humberto, que nós, brasileiros, iremos abordar um a um esses entraves, eliminando-os. Mas como vivemos numa democracia, isso é demorado. A limpeza no Congresso não foi total nas últimas eleições. Ainda existem lá muitos deputados e senadores querendo que fique tudo como está. Nosso judiciário foi se contaminando aos poucos com a cartilha socialista também. Essa doença atingiu também muita gente no Ministério Público. Claro que seria melhor que todas esses absurdos fossem suprimidos rapidamente, de modo a tornar o Brasil definitivamente um país sério, um país onde bandido fosse tratado como bandido, onde trabalhador honesto tivesse preferência a invasor de terra criminoso, onde presidente bandido fosse condenado à prisão perpétua. Onde sequestrador fosse condenado à morte. Onde homicida fosse condenado à morte ou à prisão perpétua. Ou seja, onde o criminoso pagasse pelo crime que cometeu na mesma proporção ao dano que causou. Matou? então vai pagar com a própria vida. Simples assim.

    • Abel, obrigado pelo sua excelente analise do Brasil de hoje. Concordo plenamente, pensamos igual quanto a punição para criminosos; dente por dente, olho por olho. Um outro ponto que você abordou, sobre a percepção de “governo”, nos EUA e de “desgoverno”, no Brasil. Essa foi a sensação que também tive ao visitar os EUA e a Europa, enfim, países do primeiro mundo. Mas com a esperança é a última que morre e os desmandos de 20 anos não serão corrigidos em 20 meses podemos e devemos manter a esperança.

  9. Adorei essa essa frase. na verdade diz diz tudo sobre o nosso Brasil de hoje.
    A inversão de valores é muito grande e só temos bandidos com raras exceções no Congresso e sendo assim, só podemos esperar esse tipo de coisa que vemos acontecer todos os dias.
    Fiquei furiosa de ver um deputadinho de M. afrontar o Ministro Moro na CCJ.
    Não sei como saiu vivo de lá.
    São todos bichos, aliás bicho não faz dessas coisas. Estarei sendo injusta com os animais.

    Parabéns pela matéria e vamos ver se o Brasil desentorta de vez.

    Abraço fraterno.

    maria

  10. Seremos uma Nação quando a pena imposta ao condenado for à altura do crime cometido.Quando o apenado, independentemente da condição social e do saldo bancário for tratado com presidiário e não como celebridade, dando entrevista aqui e ali e se dizendo vitima disto ou daquilo. Vivemos num verdadeiro faz de contas. A justiça fazendo de contas que pune exemplarmente e a gente fazendo de contas que acredita. Não vejo luz no final do túnel porque nem o túnel estou vendo mais. Como esperar que leis sejam rigorosas quando quem as aprova tem parte de seus membros envolvidos em apuração disto ou daquilo. Temos muito o que aprender e a lição mais elementar é a de saber votar, enquanto fizermos escolhas erradas e seremos nós as grandes e únicas vítimas.

    • Sandra, além das condições que você expôs no início do comentário para que possamos ser uma Nação, eu acrescentaria: quando não tivermos na Suprema Corte gente com o caráter de Gilmar Mendes, de Dias Toffoli, de Ricardo Lewandowisk, de Marco Aurélio Mello e etc.

Deixe uma resposta para José de Anchieta Nobre de Almeida Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *