NA NOITE DE 17/01 A “GLOBOLIXO” FEZ A FESTA

Por Humberto de Luna Freire Filho

LULA E AHMADINEJAD – MILHARES DE MORTOS – ONDE ESTAVA A GLOBOLIXO?
Resultado de imagem para Imagem de lula e ahmadinejadIMAGEM: Wikipédia

LULA E KADAFI – MILHARES DE MORTOS – ONDE ESTAVA A GLOBOLIXO ?Resultado de imagem para IMAGEM PARA LULA E KADAFIIMAGEM: Estado de Minas

LULA E CASTRO – MILHARES DE MORTOS – ONDE ESTAVA A GLOBOLIXO?Resultado de imagem para IMAGE PARA LULA E FIDELIMAGEM: Diário Causa Operária

LULA E ASSAD – MILHARES DE MORTOS – ONDE ESTAVA A GLOBOLIXO?Resultado de imagem para iMAGEM DE LULA E ASSADIMAGEM: Revista Época

LULA E MADURO – AINDA ESTÃO CONTANDO OS MORTOSResultado de imagem para imagem para lula e maduroIMAGEM: Diario de Pernambuco

As fotos acima dão uma ideia de até onde vai a hipocrisia da grande imprensa. Isso para não falar dos 20 milhões de mortos na  União Soviética de Josef Stalin e os 70 milhões de mortos na China de Mao Tsé-Tung durante o regime comunista tão admirando por todos os que criticam o atual governo e o classificam de nazista.

Não quero defender a conduta de Roberto Alvim, um  idiota que foi demitido de maneira justa pelo governo após fazer apologia ao regime nazista citando frases de Joseph Goebbels, Ministro da Propaganda na Alemanha Nazista, e dando munição para essa imprensa podre comandada pela GLOBOLIXO fazer a festa.

STALIN – COMUNISMO EXT. ESQUERDA –  20 MILHÕES DE MORTOSResultado de imagem para imagem para Stalin

IMAGEM: Aventuras na História – Uol

MAO TSÉ-TUNG – COMUNISMO EXT. ESQUERDA- 70 MILHÕES DE MORTOSResultado de imagem para imagem para mao Tsé- tung
IMAGEM: Diário Causa Operária

HITLER/GOEBBELS – NAZISMO EXT. DIREITA – 14 MILHÕES DE MORTOS
Joseph Goebbels em encontro com Adolf Hitler
IMAGEM:  Getty Images

Humberto de Luna Freire Filho, médico – Cidadão brasileiro sem medo de corruptos

Facebookmail

10 ideias sobre “NA NOITE DE 17/01 A “GLOBOLIXO” FEZ A FESTA

  1. Infelizmente, Humberto as pessoas tem todo o potencial para trabalhar direito, mas nao o fazem porque decerto a vaidade subiu pelas caronas e cometem esses erros absurdos para dar margem à esquerdalha delirar e a midia fazer disto um holocausto!! Isso é nojento pela má fé absurda que o PT e a midia têm para qualquer coisa que aconteça com Bolsonaro gestão!! Esquecem os absurdos do passado do governo Lula e asseclas!! Um bando de corruptos mentirosos e bandidos descarados.. Estou enfarada de tudo…

  2. Muita fumaça por muito pouco fogo. O Alvin acendeu um pau de fósforo e principalmente as mídias nacionais e internacionais produziram, do pequeno fogo, mais fumaça do que os vulcões produzem.
    No Brasil e no mundo inteiro, autoridades, jornalistas, políticos, todo o tipo de gente e por ai vai… defendem o comunismo, o socialismo, os terroristas e até os ditadores, e nem por isso repercutem COMO UMA EXPLOSÃO DE BOMBA ATÔMICA na mídia nacional e mundial. Hitler, Fidel, Hugo Chaves, Maduro, Aiatolás, Kim Jong-un, Mao, Che Guevara, Bin Laden, e outros iguais ou piores estão por ai entre nós todos os dias. É verdade ou não é? E mesmo com cinco sentidos que temos: a visão, o olfato, o paladar, a audição e o tato, não tomamos consciência dos desastres que ocorreram e estão ocorrendo, ou seja, mortes e mais mortes, no mundo inteiro por conta dos ditadores. E o filme do wagner moura, minusculo mesmo, ENALTECENDO o TERRORISTA marighella? O Nome disto tudo é HIPOCRISIA.

  3. Salve, Humberto!!!
    Pois é… na verdade alvin (em minúsculas) achou que poderia fazer apologia ao nazismo e sair ileso!
    Deu-se mal!
    Deu-se mal porque nesse campo manda o Presidente!
    O que não acontece no stf, senado e câmaras, onde a bandidagem de esquerda e até nazistas têm carta branca, protegidos pela nossas maravilhosas leis!
    Não dá pra dizermos que vivemos aqui um Regime Democrático, vivemos sob o jugo da corruptalha que herdamos das décadas de desgovernos mascarados, seguidos do lixo do petismo!
    Sou apologista da linha dura pra limpar de vez o caminho da Democracia em terras de Brasil!

  4. “O Globo”, jornal, está definhando.

    A edição dominical do jornal completo, com encarte de uma revista, atualmente, tem a espessura e o volume de seu primeiro caderno há 10 anos.

    Está perdendo anunciantes e, mais importante, leitores; e como sabemos uma coisa decorre da outra.

    Espero que a CNN, a partir de março, pouco a pouco conquiste os telespectadores hoje ligados na Globo News, diminuindo a audiência de Miriam Leitão e outros esquerdistas que povoam aquele canal de notícias do Grupo Globo.
    A TV aberta com suas novelas calcadas na imoralidade, na violência, nas vilãs surrealistas, e com o abominável Faustão provocando seus convidados a fazerem pronunciamento político, com os BBBs apelativos, com uma certa Tatá Werneck ( o que é aquilo?) também vai experimentar o ostracismo. Espero viver para ver.

  5. Verdade, Humberto. Eu nem perdi meu tempo assistindo ao “carnaval” proporcionado pela imprensa, em especial a Rede Globo, a respeito do caso de Rodrigo Alvim, de quem nunca tinha ouvido falar. Minha esposa soube primeiro e me contou de pronto. Minha resposta: dentro de duas horas ele estará demitido. Acho que não levou esse tempo. Já estava fora do governo. Lamentável que um sujeito esclarecido, um dramaturgo, tivesse o desatino de plagiar Goebbels. Aliás, eu não sabia nada da pessoa de Rodrigo Alvim. Tão logo o escândalo veio à tona, procurei no Google. Vi que é uma pessoa ligada às artes, etc. Portanto, ele sabia o que foi o nazismo, o que representou de mal para a humanidade esse regime, que foi tão nefasto quanto foi o comunismo de Stalin, na ex-URSS, de Mao, na China. E que continua causando desgraças no mundo, como em Cuba, Venezuela, Coréia do Norte. Agora, a imprensa, claro, quase toda esquerdista, aproveitou e desceu a lenha em Bolsonaro e em seu governo. A Globo, com isso, vai perdendo credibilidade a cada dia. Por culpa dela mesmo. A Globo, como a imprensa em geral, anestesiou-se com a onda esquerdizante que varreu o mundo nos últimos anos. Mas a esquerda hoje não brande as armas da revolução, como nos anos 60, na época do anti-colonialista Patrice Lumumba. Não, hoje a luta é diferente. Agora o teatro de operações está nas redações dos jornais, na imprensa, na sala de aula. Só que hoje o mundo está despertando da anestesia esquerdizante. Para o mal da Rede Globo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *